LITORAL NORTE

São Sebastião tem sua própria “floresta amazônica”, mas com ilhas oceânicas

Passeios de barco pelo rio Una, na costa sul de São Sebastião, revelam diversidade de fauna e flora e remetem turistas aos rios amazônicos

Reginaldo Pupo
Publicado em 03/06/2024, às 11h16

FacebookTwitterWhatsApp
Turistas durante passeio de barco pelo rio Una, em São Sebastião - Reginaldo Pupo
Turistas durante passeio de barco pelo rio Una, em São Sebastião - Reginaldo Pupo

O município de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, com seus 120km de extensão de ponta a ponta, esconde belezas naturais ainda pouco exploradas, como é o caso do rio Una, que desemboca na praia de Barra do Una, localizada a cerca de 60km do centro da cidade, sentido Bertioga.

O rio de águas calmas e escuras nasce na Serra do Mar e chega até a praia, revelando diversas espécies de aves, peixes, crustáceos e centenas de espécies de vegetação nativa da Mata Atlântica. O lugar é explorado por amantes do stand-up paddle e caiaques e proporciona uma verdadeira imersão na natureza.

Turistas durante passeio de barco pelo Rio Una, em São Sebastião - Foto Reginaldo Pupo
Turistas durante passeio de barco pelo rio Una, em São Sebastião - Foto Reginaldo Pupo

Caiçaras nativos realizam passeios de barco rio adentro, com saídas do canto esquerdo da praia de Barra do Una. À medida que as embarcações  exploram o rio, no sentido da Serra do Mar, seu leito se estreita e o cenário lembra muito os rios da Amazônia e do Pantanal mato-grossense. Com os motores desligados, é possível ouvir o canto de diversas espécies de pássaros que ficam “descansando” nas copas das árvores. A revoada ao final da tarde é um deleite para os praticantes do birdwatching. Também é possível sentir o forte aroma da vegetação nativa.

A cada metro percorrido, os turistas, de fato, têm a sensação de estar em plena “floresta amazônica”, devido às semelhanças com aquele destino. O rio Una, cujo significado em tupi é “escuro”, possui as águas nesta tonalidade por causa das folhas que caem da mata ciliar e é perfeito para um revigorante banho.

O Sertão de Barra do Una, parte do bairro localizada ao pé da serra, esconde diversas cachoeiras e poços e é de uma beleza exuberante. Já a praia de Barra do Uma possui águas claras e areias soltas e brancas. As ondas são moderadas no lado sul, perfeitas para a prática do surfe. O encanto está na “península” de areia que forma no lado esquerdo da praia, onde passa o rio Una no encontro com o mar.

O acesso à praia é feito pela rodovia Rio-Santos (SP-055), na altura do km 184.

As Ilhas

Também com saídas do rio Una, desta vez no sentido do mar, os caiçaras realizam passeios para As Ilhas, que estão localizadas em frente à praia de Barra do Una. O percurso leva em média de 20 a 30 minutos, dependendo das condições do mar.

Turistas durante passeio de barco pelas As Ilhas,  em São Sebastião - Foto Reginaldo Pupo
Turistas durante passeio de barco pelas As Ilhas, em São Sebastião - Foto Reginaldo Pupo - Reginaldo Pupo

As Ilhas levam este nome pois, quem as avista a partir do continente, tem a impressão de visualizar três ilhas, mas, na verdade, todas são conectadas e formam uma única porção de terra. Nos dias de sol, esse pequeno paraíso recebe dezenas de iates, lanchas e barcos repletos de turistas, que aproveitam o mar transparente para um bom mergulho. O visual das Ilhas é mesmo impressionante. Por lá, é possível curtir duas diferentes praias de areia branca e fofa, um pequeno veio de água doce, rochas onde o mar bate e dá espetáculo e mata virgem com trilhas.

É lugar para passar o dia todo e que agrada a diferentes públicos, desde os que querem apenas uma boa bebida gelada à beira-mar aos que desejam se aventurar em um mergulho ou caminhadas em meio à natureza ainda preservada. Ao visitar As Ilhas, não deixe de caminhar pela areia e pelas pedras, para conhecer diferentes paisagens do local. Aproveite também o mar límpido para praticar snorkeling.

Outros receptivos turísticos que realizam passeios náuticos também partem para As Ilhas com saídas de outras praias, como Barra do Sahy, Juquehy, Cambury e Boiçucanga. Os passeios mais completos costumam incluir também visita à ilha das Couves, ilha dos Gatos e ilha Montão de Trigo. Os preços dos barcos e passeios de escuna custam a partir de R$ 40 e R$ 100, dependendo do trajeto e meio de locomoção escolhido.

Veja também: Litoral norte oferece atrações que fogem das tradicionais praias e cachoeiras

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!