NOVA 'SALA LILÁS'

Delegacia de Bertioga anuncia reforma de sala para acolher mulheres

Espaço no estacionamento da delegacia será transformado em nova 'sala lilás', para atendimento humanizado e exclusivo às vítimas de violência doméstica

Lenildo Silva
Publicado em 30/05/2024, às 12h11 - Atualizado às 14h38

FacebookTwitterWhatsApp
Espaço inutilizado será reformado e dedicado ao atendimento de mulheres vítimas de violência doméstica - Foto: Portal Costa Norte
Espaço inutilizado será reformado e dedicado ao atendimento de mulheres vítimas de violência doméstica - Foto: Portal Costa Norte

A Delegacia de Bertioga, no litoral de São Paulo, reformará um espaço vago, no Distrito Policial (DP) da cidade, para criar a  nova 'Sala Lilás', ambiente exclusivo para o atendimento de mulheres vítimas de violência doméstica. A iniciativa é do delegado-chefe Maurício Barbosa, em parceria com o presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), capitão Nelson Jorge de Castro.

Segundo informou o delegado, a Sala Lilás, na  Delegacia da Defesa da Mulher (DDM) 24h já existe dentro do DP, desde 2022, mas as mulheres que procuram a delegacia, para denunciar casos de violência doméstica, compartilham o ambiente com outros denunciantes, o que, muitas vezes, causa constrangimento e inibe a busca por ajuda.

Ele diz: "As vítimas de violência doméstica chegam na delegacia e 'dão de cara' com outras pessoas que ali estão, para denunciar outras coisas, e muitas ficam com vergonha de falar. Queremos fazer um atendimento mais humanizado, para que essas mulheres tenham um atendimento digno e respeitoso", disse o delegado.

Sala abandonada será tranformada em espaço dedicado a mulheres
Salas em anexo ao DP estão sem uso  - Foto: Portal Costa Norte

O novo ambiente contará com dois espaços, um para brinquedoteca, na qual as crianças poderão aguardar o atendimento da mãe ou responsável, e outro, exclusivo para a oitiva da vítima, sem a presença de público e das crianças.    

Clique aqui para seguir nosso canal no Whatsapp  

Ainda de acordo com o delegado, a cidade de Bertioga receberá novos agentes da Polícia Civil nos próximos meses,  aprovados no início de maio e em curso preparatório. Dentre eles, escrivães femininas, que farão atendimento exclusivo às mulheres. "Na nova Sala Lilás, será mulher atendendo mulher", afirmou.

Início das obras

O projeto conta com o apoio dos membros do Conseg e será iniciado na primeira semana de junho, segundo informou o capitão Castro. “O pedreiro responsável já foi contratado e as obras estão programadas para começar na primeira semana de junho. Um engenheiro já esteve no local para uma visita técnica e definiu detalhes estruturais e de ventilação do novo espaço”, contou.

Reforço na segurança da mulher

Projeto Guardiã Maria da Penha
Bertioga anuncia o projeto 'Guardiã Maria da Penha' - Imagem Hiago Freitas/PMB

Além da manuntenção da Sala Lilás da cidade, a prefeitura de Bertioga reforçou a segurança na defesa da mulher e iniciou, neste mês de maio, o projeto 'Guardiã Maria da Penha', com equipe especializada da Guarda Civil Municipal (GCM) e viatura especial. Segundo a administração municipal, o projeto é uma parceria com o Ministério Público, para fiscalizar o cumprimento das medidas protetivas de urgência, com visitas às vítimas realizadas por equipes mistas do projeto Guardiã Maria da Penha, além de tomar providências em caso de descumprimento das medidas pelos agressores. As mulheres assistidas também serão integradas às redes de atendimento.

Denúncias de violência contra a mulher podem ser registradas por meio dos telefones: 180, 190 e 153.

Lenildo Silva

Lenildo Silva

Cursa jornalismo na Faculdade Estácio

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!