LÁ VEM O FRIO!

Litoral de SP entra em alerta amarelo para declínio de temperatura

Previsão é de que as temperaturas caiam entre 3 e 5 graus abaixo da média esperada para esta época do ano; confira alguns cuidados a tomar

Esther Zancan
Publicado em 08/07/2024, às 10h49 - Atualizado às 10h54

FacebookTwitterWhatsApp
Alerta amarelo para declínio de temperatura é válido para todo o litoral paulista - Imagem ilustrativa/Unsplash
Alerta amarelo para declínio de temperatura é válido para todo o litoral paulista - Imagem ilustrativa/Unsplash

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu, na manhã desta segunda-feira (8), um alerta amarelo (perigo potencial) para declínio de temperatura em todo o litoral de São Paulo. A previsão é de que as temperaturas caiam entre 3 e 5 graus abaixo da média esperada para esta época do ano, com leve risco à saúde.

Acompanhe o Costa Norte no Google Notícias

A advertência já está em vigor e é válida até a manhã de terça-feira, 9 de julho, feriado da Revolução Constitucionalista. O alerta amarelo também abrange outras áreas do estado, como a Região Metropolitana de São Paulo, o Vale do Ribeira e cidades do interior, como Jundiaí, Campinas, Sorocaba, Bauru, Marília e Presidente Prudente.

Alerta amarelo frio
Alerta para declínio de temperaturas é válido até a manhã de terça-feira (9) - Reprodução/Inmet

Para o litoral sul de São Paulo, também há um alerta amarelo em vigor para chuvas intensas, válido até a manhã de terça-feira. A previsão do Inmet é de chuva entre 20mm e 30mm/h ou até 50mm/dia e ventos intensos, com rajadas entre 40-60km/h. É baixo o risco de alagamentos e de descargas elétricas.

Alerta amarelo chuva
Alerta para chuvas intensas também já está em vigor - Reprodução/Inmet

Cuidados

A Defesa Civil do estado de São Paulo recomenda algumas ações para as baixas temperaturas. Confira:

  • Crianças e idosos são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio. Mantenha-os agasalhados;
  • Em virtude das doenças oportunistas que incidem mais no período do frio (gripe, resfriado, pneumonia e meningite), é essencial tomar medidas simples como evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além de higienizar frequentemente as mãos;
  • Lave e seque bem mantas, cobertores e blusas guardadas por muito tempo em armários;
    Abrigue os animais domésticos nas noites mais frias;
  • Mantenha-se bem agasalhado e não fique muito tempo exposto a um ambiente frio;
  • Procure manter-se hidratado, mesmo se sentir menos sede, para evitar ressecamento de pele e lábios por causa do ar frio;
  • Evite banhos prolongados ou com água muito quente, que provocam ressecamento da pele;
  • Use soro fisiológico para hidratar olhos e narinas;
  • Ao usar aquecedores, é importante manter uma fonte de umidificação do ambiente em paralelo (recipientes com água, toalhas molhadas, umidificadores);
  • Mantenha ao menos uma fonte de ventilação em locais fechados, para facilitar a circulação do ar e diminuir a concentração de vírus, bactérias e alérgenos no ambiente;
  • Atenção ao sol: mesmo no frio, é importante manter o cuidado de utilizar protetores;
  • Atenção redobrada com aquecedores em ambientes mal ventilados;
  • Evite que as crianças pequenas brinquem na cozinha, atraídas pelo calor. Líquidos e panelas quentes podem causar graves acidentes;
  • Não improvise para manter ambientes aquecidos, utilizando churrasqueiras e latas com fogo, por exemplo;
  • Se observar pessoas em situações de vulnerabilidade diante de temperaturas baixas, avise imediatamente a Defesa Civil do seu município.

Siga o Costa Norte no WhatsApp e receba as principais notícias do litoral de São Paulo 

Esther Zancan

Esther Zancan

Formada pela Universidade Santa Cecília, Santos (SP). Possui experiência como redatora em diversas mídias e em assessoria de imprensa.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!