DEU SANTOS

Barco santista conclui prova antes do tempo regulamentar na Regata Ubatuba-Ilhabela

Bravo cruzou a linha de chegada às 17h16 de sexta-feira (31), com 14 minutos antes do tempo estipulado pela Comissão de Regata

Reginaldo Pupo
Publicado em 03/06/2024, às 11h54 - Atualizado às 11h57

FacebookTwitterWhatsApp
Tripulação do veleiro santista Bravo, durante a regada Ubatuba-Ilhabela - Aline Bassi
Tripulação do veleiro santista Bravo, durante a regada Ubatuba-Ilhabela - Aline Bassi

O barco santista Bravo, da Classe C30, fez jus ao nome e se estabeleceu na 4ª Regata Ubatuba-Ilhabela como o único entre os 93 barcos inscritos a percorrer as 20 milhas (36km), no tempo estipulado pela Comissão de Regata (CR), devido à falta de vento. A embarcação do ICS (Iate Clube de Santos) largou às 11h30 da sexta-feira (30) e cruzou a linha de chegada, próxima ao farol da Ponta das Canas, ao norte de Ilhabela, às 17h16, apenas 14 minutos antes de o tempo estourar.

O comandante Jorge Berdasco enalteceu a estratégia adotada para enfrentar quase seis horas de regata. “Na largada, tinha vento, uns 12 nós de sul. Não largamos tão bem entre os 93 barcos. Optamos por velejar mais à barla (onde entra o vento), enquanto a maioria preferiu costear por Caraguá. Esperamos entrar o leste, que demorou, mas entrou no final da regata, quando muitos já haviam desistido. Mostramos que a nossa tática estava correta e que o caminho era aquele mesmo”. 

Foto
Alguns dos veleiros que competiram na Regata Ubatuba-Ilhabela - Aline Bassi

Berdasco ainda pontuou uma situação atípica do litoral norte apresentada na regata.  “Foi interessante velejarmos em Ubatuba, com vento, e em Ilhabela, sem vento, ou seja, um dia de Ubatuba sendo Ilhabela e de Ilhabela sendo Ubatuba. Quero parabenizar a tripulação pelo empenho em concluir a regata. Em momento algum cogitamos desistir, mantendo sempre o bom ânimo, que é o nosso ponto forte. Ninguém abaixa a cabeça”.

Clique aqui para seguir nosso canal do Whatsapp

O segundo participante da Classe C30, Kaikias EMS não concluiu a prova. Aproveitando a estada em Ilhabela, a tripulação do Bravo treinará no fim de semana para as duas próximas competições. “A previsão é de vento leste. Já combinamos de treinar com o Tonka, de Ilhabela, que possui uma tripulação muito experiente. Vamos simular situações de regata como largadas, manobras e montagens de boia. Será importante para o Warm Up e para a Semana de Vela”, afirmou o comandante Berdasco.

A vitória na 4ª Regata Ubatuba-Ilhabela rendeu ao Bravo o Troféu King, de posse transitória, entregue ao Fita Azul, primeiro barco a cruzar a linha de chegada. O Warm Up - 2ª Etapa da 24ª Copa Mitsubishi será nos dias 15, 16, 22 e 23 de junho e a 51ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela, na última semana de julho. O Bravo venceu a 1ª Etapa da Copa Mitsubishi - Circuito Ilhabela de Vela Oceânica, em março.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!