CONFUSÃO EM SÃO VICENTE

Caso do assessor que agrediu funcionário do P.S ganha repercussão nacional

O fato ocorreu ontem (27) e o vídeo da agressão circulou nas redes sociais

Danilo Martins e Thiago Dantas
Publicado em 28/05/2024, às 16h07

FacebookTwitterWhatsApp
A agressão ocorreu dentro da unidade de saúde - DIÁRIO DO LITORAL
A agressão ocorreu dentro da unidade de saúde - DIÁRIO DO LITORAL

O assessor do vereador Tiago Peretto, do União Brasil, agrediu um funcionário que faz o controle de acesso no Pronto-Socorro localizado no bairro Parque Bitaru, em São Vicente. Imagens da câmera de monitoramento do local mostram o momento da agressão, e o vídeo foi parar nas redes sociais. Na imagem, o vereador Peretto e outros homens entram no local, e a agressão ocorreu após o assessor - que é cunhado do parlamentar - perceber que somente o vereador teve o acesso liberado pelo funcionário. Peretto acompanhou toda a agressão e, em nota, informou que repudia qualquer forma de violência, seja ela física, verbal ou psicológica, e afirmou que o cunhado presta serviços de filmagem de forma esporádica e não faz parte da assessoria do vereador. O funcionário do Pronto-Socorro, Antônio Blume Filho, de 48 anos, teve alguns dentes quebrados por conta da agressão e está passando por uma avaliação para uma possível cirurgia. O agressor não teve o nome identificado.

Sem Autorização

Por nota, a administração municipal disse que a fiscalização 'in loco' por parte dos vereadores pode ser realizada, mas com solicitação de presença de um responsável, que deve acompanhar o parlamentar. Segundo a prefeitura, isso não ocorreu neste caso.

Consequências

A prefeitura informou que vai abrir um diálogo com o sindicato que representa a categoria para a criação de uma nova portaria, que vai restringir a entrada de qualquer pessoa nas unidades de saúde, a fim de proteger trabalhadores e pacientes.

Valendo!

O programa das escolas cívico-militares, em São Paulo, é lei. O projeto que institui o modelo no Estado foi sancionado pelo governador, Tarcísio de Freitas (Republicanos), ontem (27). Defensor da pauta desde 2019 e participante da elaboração da propositura, o deputado estadual Tenente Coimbra (PL) acompanhou a cerimônia.

Fala, Deputado!

"A gente sempre precisou de um programa próprio, com as características de São Paulo. E o senhor sempre firmou este compromisso enquanto candidato, falando das escolas cívico-militares. Agora, mais uma promessa que o senhor cumpre com a palavra", disse o parlamentar.

Como foi?

A lei sancionada foi aprovada pelo plenário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) no dia 21 de maio. Na ocasião, 54 parlamentares votaram a favor da medida e 21 contra.

Como será?

A lei prevê a instalação de 100 unidades em locais em situação de vulnerabilidade.

Fim das especulações

O deputado federal Alberto Mourão (MDB) confirmou ao jornal A Tribuna que vai disputar as eleições municipais de Praia Grande deste ano. Com isso, a atual prefeita Raquel Chini (Republicanos), que poderia disputar a reeleição, está fora da corrida eleitoral. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!