IGUALDADE

Conferência municipal vai debater políticas públicas de diversidade em Santos

1ª Conferência Municipal LGBTQIA+ realiza-se no próximo dia 15, a fim de construir política pública a partir da escuta e participação da sociedade

Redação
Publicado em 06/06/2024, às 08h52 - Atualizado às 09h03

FacebookTwitterWhatsApp
Evento contará com diversas atividades e oportunidades de troca de experiência e aprendizado - Arquivo/Prefeitura de Santos
Evento contará com diversas atividades e oportunidades de troca de experiência e aprendizado - Arquivo/Prefeitura de Santos

O Conselho Municipal LGBT (CONLGBT) de Santos promoverá, no dia 15 de junho (sábado), a partir das 9h, a 1ª Conferência Municipal LGBTQIA+. Realizado na Universidade São Judas - Campus Unimonte, o evento contará com debates, palestras, rodas de conversa, apresentações e oportunidades de troca de experiência e aprendizado.

A coordenadora de políticas para a diversidade da Secretaria da Mulher, Cidadania, Diversidade e Direitos Humanos (Semulher), Taiane Miyake, explica: “Todas as propostas apresentadas e debatidas na conferência são necessárias e vão orientar a produção de um e-book com as principais reivindicações de promoção da cidadania, combate ao preconceito e à violência direcionada ao público LGBT+”.

Para a realização deste primeiro encontro, foram realizadas, anteriormente, cinco pré-conferências em todas as regiões da cidade. Alguns tópicos destacados foram: estratégias de combate à violência; geração de emprego e renda; garantia dos direitos humanos e institucionalização de políticas inclusivas em todos os setores, visando o apoio e respeito a todas as pessoas, independentemente da orientação sexual, para promover uma sociedade mais igualitária e respeitosa.

Confira nosso canal no WhatsApp

Eleição de representantes

Na conferência, serão eleitos representantes de Santos para as conferências regional, estadual e nacional, nas quais se debaterão propostas de políticas públicas e ações para a comunidade LGBTQIA+. As propostas municipais também formarão a base para a criação de um plano decenal de políticas para este público, com metas a curto, médio e longo prazos.

Wellington Araújo, presidente do CONLGBT, diz: “O conselho tem um ano de lei de criação aprovada e dez meses de diretoria executiva, então, esse é o primeiro momento de convocação da sociedade para discutir políticas públicas, ações e serviços voltados ao público LGBT, uma população que, por vezes, é marginalizada, que sofre uma série de discursos de ódio e violência”. 

Confira a programação (prévia):

9h - Credenciamento;
10h - Leitura do Regimento Interno/Abertura Oficial;
11h - Distribuição para Salas Temáticas;
13h30 - Brunch;
14h - Intervenção artística - Baixada Hip Hop;
14h30 - Plenária;
15h30 - Eleição dos delegados.

Com informações do site oficial da prefeitura de Santos

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!