REVITALIZAÇÃO

Guarujá idealiza parque com turismo e eventos no Forte do Itapema

Além da reforma do monumento do farol, estão previstos um pavilhão cultural e de eventos, píer turístico e um complexo gastronômico

Redação
Publicado em 05/07/2024, às 16h07 - Atualizado às 16h44

FacebookTwitterWhatsApp
Projeto terá duas fases: restauro nas edificações e acessos e  implantação do parque - Helder Lima/Prefeitura do Guarujá
Projeto terá duas fases: restauro nas edificações e acessos e implantação do parque - Helder Lima/Prefeitura do Guarujá

A prefeitura do Guarujá anunciou, na manhã desta sexta-feira (5),  planos de transformação do Forte de Vera Cruz de Itapema em um parque para turismo e eventos, similar ao Parque Valongo, em Santos. O projeto foi apresentado ao vice-presidente Geraldo Alckmin e ao ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, durante visita às obras do Aeroporto Civil Metropolitano, na Base Aérea da cidade.

De acordo com a secretária de Planejamento Polliana Iamonti, a obra engloba duas fases. Na primeira, será feito o restauro nas edificações e nos acessos, incluindo a parte marítima. Já na segunda fase, haverá a implantação do parque com áreas para lazer, cultura e práticas esportivas, além de galpão multiuso para atividades, cursos e eventos.

Siga o Costa Norte no WhatsApp e receba as principais notícias do litoral de São Paulo 

Atrações planejadas

No futuro Parque do Forte, são propostos novos equipamentos além do monumento do farol, como pavilhão cultural e de eventos, píer turístico e complexo gastronômico. Já no Parque Turístico, haverá museu do Guarujá, píer contemplativo, pavilhão multiuso e píer de conexão ao Parque Valongo, em Santos.

Há ainda a projeção do Parque Urbano, no qual previstas passarelas para transposição da linha ferroviária, estacionamento público, centro comercial (já existente), pavilhão multiuso para cursos e oficinas, complexo esportivo, campo de futebol e playground e lazer.

O prefeito Válter Suman explica: “Esse será mais um legado deixado pela nossa gestão e não apenas para Guarujá, mas para toda a Baixada Santista. É uma importante ferramenta de integração entre as cidades e uma excelente oportunidade de explorarmos ainda mais o turismo e o lazer entre as cidades”.

Acompanhe o Costa Norte no Google Notícias

Com o projeto em mãos, o ministro Silvio Costa Filho esclareceu que o parque dialoga com toda a história da cidade e da Baixada Santista. “Estamos avançando na direção da integração, principalmente, de lazer e cultural. Tenho certeza de que contamos com todo o apoio da autoridade portuária para tirar esse sonho do papel”, disse.

O presidente da Autoridade Portuária de Santos, Anderson Pomini, também apoiou a iniciativa da prefeitura e se colocou à disposição para contribuir com a realização da proposta. “Queremos essa integração porto-cidade, com o porto interagindo com as pessoas, construindo áreas de lazer como essa. O porto se faz pela boa capacidade de movimentação, mas em especial pelo respeito às pessoas”, concluiu.

Forte do Itapema

forte do itapema
O Forte do Itapema é o único monumento histórico-militar situado no Guarujá - Reprodução/Prefeitura do Guarujá

Um dos marcos do início da colonização do país,  o Forte Santa Cruz de Itapema foi construído pelos portugueses em 1537, com a finalidade de defender o porto da Vila de Santos.  Localizado a poucos metros da estação das barcas, o monumento chama a atenção por ter sido edificado sobre a única rocha do lado esquerdo do estuário de Santos.

Outro detalhe é a forma de construção da época: grandes blocos de pedra unidos por uma mistura de óleo de baleia e cal de sambaqui. Além de histórico, o forte é um mirante privilegiado. De sua muralha, avista-se toda a orla da praia de Santos.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!