OPORTUNIDADE

Escola de Eletricistas em Guarujá abre inscrições para primeira turma

São 25 vagas com cerca de 50% reservadas para mulheres; inscrições on-line para o curso da Neoenergia Elektro seguem até o dia 15 de julho

Redação
Publicado em 05/07/2024, às 12h12 - Atualizado às 12h35

FacebookTwitterWhatsApp
Escola de Eletricistas qualifica profissionais para atuar em redes de distribuição de energia elétrica - Reprodução/Neoenergia Elektro
Escola de Eletricistas qualifica profissionais para atuar em redes de distribuição de energia elétrica - Reprodução/Neoenergia Elektro

A Neoenergia Elektro tem 25 vagas para a primeira turma da Escola de Eletricistas, em Guarujá, no litoral de São Paulo. E para ampliar a presença feminina na função e incentivar a igualdade de gênero, a empresa assegura, pelo menos, 50% das vagas para mulheres, em turma mista. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de julho e ocorrem de forma on-line

Segundo a empresa, a iniciativa oferece capacitação profissional gratuita para qualificar e facilitar o ingresso no mercado de trabalho. A Escola de Eletricistas prepara profissionais para atuar em redes de distribuição de energia elétrica.

Siga o Costa Norte no WhatsApp e receba as principais notícias do litoral de São Paulo 

Podem participar pessoas com idades acima de 18 anos, ensino médio completo e carteira nacional de habilitação (CNH), nas categorias B, C ou D. Os cursos focam redes de distribuição de energia elétrica e as aulas são divididas em duas etapas, com início pela parte teórica, em formato remoto. As aulas práticas são presenciais, em campos de postes, seguindo os protocolos de saúde e segurança. O treinamento é realizado por meio da parceria entre a Neoenergia Elektro e Fundação de Apoio à Tecnologia (FAT/Etec).

A Neoenergia Elektro pretende ampliar a presença de mulheres em postos de liderança e em atividades ligadas à operação, até 2030.  A companhia assinou a declaração de apoio aos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, na sigla em inglês), iniciativa promovida pela ONU Mulheres e pelo Pacto Global.

Escola de Eletricistas

A Escola de Eletricistas busca estimular a geração de emprego e renda, além de ampliar a oportunidade de uma nova profissão para mulheres, contribuindo para a equidade de gênero em carreira majoritariamente masculina. Desde a sua criação, em 2017, a Escola de Eletricistas já formou a 5.692 eletricistas, dos quais 4.848 homens (3.679 contratados) e 844 mulheres (563 contratadas). A iniciativa foi pioneira ao criar turmas para mulheres.

Acompanhe o Costa Norte no Google Notícias

Ao final do curso, os eletricistas formados podem ser contratados pela Neoenergia, na qual terão oportunidade de desenvolver carreira.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!