SEGUNDO TURNO

João Amoêdo é suspenso do Partido Novo após declarar apoio a Lula

Decisão foi divulgada nesta quinta-feira (27); para o atual presidente do partido, Eduardo Ribeiro, a postura de Amoêdo foi ‘vergonhosa e constrangedora'

Da redação
Publicado em 27/10/2022, às 20h37 - Atualizado às 20h46

FacebookTwitterWhatsApp
João Amoêdo está suspenso enquanto o partido faz um processo disciplinar sobre o que aconteceu João Amoêdo Joâo Amoêdo em traje social com um logotipo do Partido Novo laranja atrás - Imagem: Reprodução/Geraldo Bubniak/Agência O Globo
João Amoêdo está suspenso enquanto o partido faz um processo disciplinar sobre o que aconteceu João Amoêdo Joâo Amoêdo em traje social com um logotipo do Partido Novo laranja atrás - Imagem: Reprodução/Geraldo Bubniak/Agência O Globo

O político João Amoêdo foi suspenso do Partido Novo, do qual fundou e já foi presidente, após declarar apoio ao candidato à presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A sigla divulgou a decisão nesta quinta-feira (27), porém, não entrou em detalhes sobre o que teria motivado a medida. O atual presidente do partido, Eduardo Ribeiro, chegou a dizer que a postura de Amoêdo foi ‘vergonhosa e constrangedora’.

Leia também: Novo critica apoio de Amoêdo a Lula: “Incoerente e lamentável”

Em 3 de outubro, o partido liberou os filiados de voltarem de acordo com sua ‘consciência’ e princípios partidários’, mas se posicionou contra o PT e o que chamaram de ‘lulismo’. No mesmo mês, dia 17, Amoêdo confirmou voto no candidato petista. Por meio de nota, o Partido Novo disse que a filiação de Amoêdo foi suspensa enquanto ele é alvo de um processo disciplinar, dito por eles, por ‘possíveis violações estatutárias’.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!