ESTRADAS

Tráfego intenso no Sistema Anchieta-Imigrantes; lentidão chega a 4 quilômetros

Motoristas precisam de paciência nas rodovias Anchieta e dos Imigrantes; SAI opera normalmente (5x5); túneis da Imigrantes com iluminação parcial

Redação
Publicado em 19/06/2024, às 08h55 - Atualizado às 09h27

FacebookTwitterWhatsApp
Na rodovia dos Imigrantes, o tráfego é intenso do km 18 ao km 14, sentido São Paulo - Divulgação/Ecovias
Na rodovia dos Imigrantes, o tráfego é intenso do km 18 ao km 14, sentido São Paulo - Divulgação/Ecovias

Na manhã desta quarta-feira (19), as rodovias Anchieta e dos Imigrantes apresentam tráfego intenso, com até quatro quilômetros de lentidão, devido ao alto fluxo de veículos. Na Anchieta, a lentidão é do 13 ao km 10 e do km 20 ao km 17, enquanto a Imigrantes apresenta o mesmo problema do km 18 ao km 14. Ambas no sentido São Paulo.  

O tempo e a visibilidade são bons no SAI. Caminhões e carretas com destino a São Paulo devem utilizar o trecho de serra da rodovia Anchieta.

Durante o mês de junho, a rodovia Anchieta passará por mais obras de revitalização do pavimento da via. As obras começaram em março deste ano e têm previsão para serem concluídas apenas em novembro.  

Siga o Costa Norte no Whatsapp e receba as principais notícias no litoral de São Paulo

O SAI opera normalmente (5x5), portanto, a descida é pelas pistas sul das rodovias Anchieta e dos Imigrantes, enquanto a subida da serra ocorre pela pista norte das duas rodovias. O Sistema Anchieta-Imigrantes é formado pelas rodovias Anchieta, dos Imigrantes, Padre Manoel da Nóbrega, do km 270 ao km 292 (Praia Grande), e Cônego Domênico Rangoni (ex-Piaçaguera - Guarujá).

Túneis da Imigrantes seguem com iluminação parcial

Os túneis 13 e 14 (entre o km 53 e o km 52), da rodovia dos Imigrantes, sentido capital, que tiveram cabos de energia furtados no dia 29 de abril (há mais de um mês), operam com iluminação parcial desde segunda-feira (17), segundo a Ecovias. Desde o dia do crime, a concessionária tem informado que equipes trabalham nos locais para restabelecer a normalidade. Para entender melhor esta situação, clique aqui.      

Confira as câmeras do SAI por meio da nossa página de estradas

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!