TALENTO

Conheça Natália Gerena, a jovem revelação do surfe de Ilha Comprida

Com apenas 15 anos, atleta já conquistou o Campeonato Paulista sub-14 e sub-18; Natália ocupa o segundo lugar no ranking estudantil desde 2023

Redação
Publicado em 02/07/2024, às 15h37 - Atualizado às 16h16

FacebookTwitterWhatsApp
Natália está em segundo lugar no ranking geral estudantil desde 2023 - Erik Medalha
Natália está em segundo lugar no ranking geral estudantil desde 2023 - Erik Medalha

O surfe de Ilha Comprida, no litoral sul de SP, vê nascer uma nova promessa. Natália de Goes Gerena, mesmo com pouquíssima idade, 15 anos, demonstra ser diferente da maioria dos atletas de sua faixa etária, pois já conquistou competições como o Campeonato Paulista sub-14, além de ter figurado em segundo lugar no Campeonato Brasileiro sub-12. O título que mais chama atenção até o momento, na carreira da atleta, é o Campeonato Paulista sub-18, pois a categoria é muito acima de sua idade.

Ranqueada em segundo lugar no geral do estudantil desde 2023, a surfista pretende ver mais meninas no surfe da região. "Eu tenho muito orgulho de representar minha cidade e sempre dar o meu melhor. Espero servir de incentivo para outras meninas começarem no surfe, ficaria muito feliz de ter outras meninas para dividir o outside", desejou a atleta mirim.

Siga o Costa Norte no WhatsApp e receba as principais notícias do litoral de São Paulo

Apesar da intimidade com as ondas, Natália conta que não é do litoral (veio do interior de São Paulo) e que seus pais, além de não serem surfistas, nunca praticaram o esporte. "Meu início foi diferente, porque eu não sou filha de pais surfistas. Eu morava bem longe da praia, depois nos mudamos para a Ilha em busca de uma melhor qualidade de vida. Assim, eu comecei a surfar quando conheci o surfe na escolinha municipal e me apaixonei à primeira onda", relembrou ela.

surfista natalia gerena
Natália Gerena em ação - Divulgação

Agora, a atleta terá a oportunidade de competir em dois grandes eventos de surfe, nas categorias de base de Ilha Comprida: a segunda etapa do Hang Loose Surf Attack, que ocorrerá de 5 a 7 de julho, e, na sequência, a abertura do Circuito SPSurf Paulista Colegial de Surf, entre os dias 8 e 9, ambos apresentados pela prefeitura e organizados pela Federação de Surf do Estado de São Paulo. Será a primeira vez que os dois eventos ocorrerão na cidade.

Leia também: Deu Ubatuba e Praia Grande na abertura do Hang Loose Surf Attack 2024

Natália falou sobre sua ansiedade para os campeonatos e demonstrou satisfação sobre poder competir na cidade em que mora. "Tenho certeza que será um incentivo gigante para as próximas gerações. E poder ver esses circuitos acontecerem na minha cidade e com tantos atletas que estão surfando muito, vai ajudar bastante no crescimento do surfe regional. Estou muito feliz de poder competir em casa e ansiosa. Espero conquistar bons resultados nos dois eventos ", enfatizou.

O presidente da SPSurf, Zé Paulo, comentou a importância de tais eventos para a revelação de novos atletas na região. "Esses eventos prometem ser um palco importante para jovens talentos, como Natália, que representam o futuro do surfe brasileiro, além de ser um marco histórico para o município".

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!