NOVIDADE

Guarujá lança programa de ensino integral em quinze escolas

Após o ensino regular, as crianças terão atividades nas próprias unidades escolares ou em Centros de Atividades Educacionais e Comunitárias

Redação
Publicado em 25/06/2024, às 16h01 - Atualizado às 16h15

FacebookTwitterWhatsApp
Neste primeiro momento serão contemplados 768 estudantes - Divulgação/Prefeitura do Guarujá
Neste primeiro momento serão contemplados 768 estudantes - Divulgação/Prefeitura do Guarujá

O prefeito de Guarujá Válter Suman sancionou a Lei 5.231/2024 que cria o Programa Educação em Tempo Integral. A medida foi publicada no Diário Oficial do dia 22 de junho. A novidade também foi anunciada em evento realizado pela Secretaria de Educação (Seduc), em comemoração ao aniversário de 90 anos da cidade.

Como funcionará

A partir do segundo semestre deste ano, 15 escolas municipais  funcionarão com a nova modalidade de ensino, prevista para começar no dia 5 de agosto. Neste primeiro momento, serão contemplados 768 estudantes do ensino fundamental 1 e 2, que estarão distribuídos em turmas de até 54 alunos por unidade. Os critérios para seleção foram o nível de alfabetização e a situação socioeconômica.

Siga o Costa Norte no WhatsApp e receba as principais notícias do litoral de São Paulo

O programa começará quando for encerrado o recesso escolar do meio do ano e a rede municipal de ensino voltar às aulas. Após o ensino regular de manhã e de tarde, os alunos terão aulas de letragem, modalidades esportivas, oficinas culturais e outras, nas próprias unidades ou nos quatro Centros de Atividades Educacionais e Comunitárias (Caecs).

Objetivo

O secretário de Educação da cidade, Marcelo Feliciano Nicolau, disse que a meta é trabalhar a autoestima das crianças e adolescentes, abrindo as portas para que eles tenham um futuro digno. “Ao invés da ociosidade, os nossos estudantes passarão mais tempo aprendendo no ambiente escolar, que é seguro e estruturado, com profissionais qualificados. Será mais uma potente ferramenta de combate à vulnerabilidade social, e esperamos que a população aprove o programa”, conta Marcelo.

Confira quais escolas receberão o programa:

  • Escola Municipal Angelina Daige (Vila Áurea);
  • Escola Municipal Dirce Valério Gracia (Jardim Tejereba);
  • Escola Municipal Doutor Gladston Jafet (Vila Lygia);
  • Escola Municipal Franklin Delano Roosevelt (Jardim Boa Esperança);
  • Escola Municipal Giusfredo Santini (Morrinhos);
  • Escola Municipal Lucimara de Jesus Vicente (Santa Rosa);
  • Escola Municipal Napoleão Rodrigues Laureano (Jardim Maravilha);
  • Escola Municipal Paulo Freire (Vila Santa Clara);
  • Escola Municipal Professor Antônio Ferreira de Almeida Júnior (Jardim Tejereba);
  • Escola Municipal Professor Benedito Cláudio da Silva (Vila Alice);
  • Escola Municipal Professora Lúcia Flora (Jardim Progresso);
  • Escola Municipal Professora Maria Aparecida Araújo (Morrinhos);
  • Escola Municipal Sérgio Pereira (Cidade Atlântica);
  • Escola Municipal Vereador Afonso Nunes (Parque Estuário);
  • Escola Municipal Vereador Ary Silva Souza (Jardim Mar e Céu).

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!