Novos Talentos

V Caraguá em Danças emociona e oferece oportunidade para jovens bailarinos

Festival é seletiva regional para o Festival Internacional Dançar a Vida Caraguatatuba; bailarinos podem ser indicados para bolsas internacionais

Estéfani Braz
Publicado em 19/05/2024, às 10h12 - Atualizado em 20/05/2024, às 09h07

FacebookTwitterWhatsApp
V Caraguá em Danças reúne mais de 200 bailarinos do estado de São Paulo - Estéfani Braz
V Caraguá em Danças reúne mais de 200 bailarinos do estado de São Paulo - Estéfani Braz

O camarim como um local para acerto dos últimos detalhes, a coxia como uma arquibancada motivacional que torce e vibra pelos colegas. A quinta edição do Caraguá em Danças, em Caraguatatuba, no litoral norte, reúne mais de 200 bailarinos do estado de São Paulo. O evento realizou-se no sábado (18) e domingo (19). 

Segundo a Promodança, responsável pela organização do festival, o objetivo é valorizar e incentivar a prática da dança na cidade, bem como criar mercado de trabalho para artistas profissionais ou amadores. 

Caraguatatuba em danças
Festival Caraguá em Danças, no Teatro Mário Covas - Estéfani Braz

O diretor geral do evento, Maurício Oliveira, ressaltou a importância do Caraguá em Danças, como uma oportunidade para novos talentos. “Além de ser um concurso, porque o júri  avalia a obra e não quantos concorrentes tem na bateria. Então, ele avalia o desempenho individual, nesta fase. Este festival, também, ele começa a dar uma pré-selecionada em bailarinos que a gente vai apoiar”.

Faça parte do nosso canal, acesse aqui. 

O festival realizará a seletiva regional para o Festival Internacional Dançar a Vida Caraguatatuba e concederá bolsas para o curso Summer Promodança realizado em janeiro. Além disso, indicará bailarinos da cidade e região para uma vaga para a Bolsa do Pacific Dance Arts, no Canadá. Outras indicações de vagas podem ser feitas para o Cild Argentina e para Barcelona Dance Center.

Lucas Garcia tem 16 anos e é morador de Caraguatatuba. Ele se apresentou no sábado e falou sobre o amor pela dança clássica. “É uma carreira que quero seguir pra minha vida. Estar num festival assim é me sentir valorizado. Num palco, com luz só para mim, é uma valorização muito grande. Eu comecei na dança em projetinho de escola, me apresentando apenas para os pais. Agora, estar num palco gigante, com uma plateia inteira te olhando, é um sonho”. 

Luna Teixeira é de São Paulo, 17 anos, filha de uma proprietária de estúdio de dança na capital, conta que a mãe não queria que ela seguisse carreira. “A dança para mim significa a minha vida. Desde criança, eu implorei para minha mãe para que eu pudesse dançar. Ela não queria que eu dançasse. Eu insisti tanto que ela foi deixando. Para mim, essa oportunidade é maravilhosa. Eu estou muito feliz”.

Foi por meio do Caraguá em Danças que Luna conseguiu uma vaga para o festival Internacional Dançar a Vida Caraguatatuba. O V Caraguá em Danças está sendo realizado no Teatro Mário Covas, localizado na Av. Goiás, 187, no bairro Indaiá, em Caraguatatuba.

Estéfani Braz

Estéfani Braz

Formada em Comunicação Social na Faculdades Integradas Teresa D'Ávila

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!