Folia e Solidariedade

Bloco da Solidariedade arrecada 1,5 tonelada de alimentos em Caraguatatuba

Bloco da Solidariedade abre o Carnaval de Caraguatatuba e sua quinta edição reúne mais de 500 pessoas; programação segue até terça-feira (13)

Estéfani Braz
Publicado em 09/02/2024, às 18h26 - Atualizado às 19h42

FacebookTwitterWhatsApp
Presidente do Fundo Social de Caraguatatuba, Samara Aguilar, responsável pela quinta edição do Bloco da Solidariedade - Estéfani Braz
Presidente do Fundo Social de Caraguatatuba, Samara Aguilar, responsável pela quinta edição do Bloco da Solidariedade - Estéfani Braz

O Bloco da Solidariedade abriu o Carnaval de Caraguatatuba, na quinta-feira (8), e arrastou centenas de pessoas pela avenida da Praia, na região central da cidade. Os abadás foram trocados por dois quilos de arroz e um de feijão. Foram distribuídas 500 camisetas, o que gerou uma arrecadação de quase duas toneladas de alimentos, que serão doados às entidades sociais da cidade.

Este é o quinto ano de apresentação do bloco, organizado pelo Fundo Social de Solidariedade; começou em 2018, mas foi interrompido durante a pandemia. A presidente do Fundo Social e primeira-dama de Caraguatatuba, Samara Aguilar, acredita que o gesto de caridade de cada um foi o mais importante. “Os abadás se esgotaram rapidamente e, até mesmo quem não conseguiu um, participou fazendo a sua doação e vindo para a avenida. Hoje, nós damos o ponta-pé inicial com pé direito”. 
Mais de 500 pessoas se reuniram durante o Bloco da Solidariedade

O cortejo caminhou por cerca de 800 metros, do Quiosque Guaruçá até a praça da Cultura, e contou com três atrações. A banda Furiosa animou os foliões ainda na concentração com muita bateria. Em seguida, durante o trajeto, a banda Saca Rolha comandou a agitação ao som dos maiores sucessos de marchinhas do passado, mas que marcam o Carnaval até hoje. O bloco finalizou sua passagem com a bateria da Escola Unidos do Império.

A Corte carnavalesca esteve presente com a Rainha Trans, Thífany Félix; o Rei Momo, Jardan Santos; e a Rainha Majuh Guerra. O bloco reuniu famílias inteiras e foliões entusiasmados com o início da folia. A jornalista Maria Eduarda Cubas é de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, e veio passar o Carnaval na cidade. Mesmo sem abadá, aproveitou para curtir o bloco. “A minha tia mora aqui na cidade; ela ajuda a instituição que está promovendo esse bloco e a gente veio prestigiar. Sempre estamos aqui em Caraguá para passar o Carnaval, porque é uma festa muito boa. Muito agitada”. A executiva de vendas Isabel Carlos estava empolgada com a festa. “Carnaval é maravilhoso. É tudo de bom. Não tem coisa melhor. Solidariedade é uma coisa que vem de dentro pra fora”.

A programação de Carnaval de Caraguatatuba segue até terça-feira, e mais 15 blocos ainda devem agitar a cidade. 

Estéfani Braz

Formada em Comunicação Social na Faculdades Integradas Teresa D'Ávila

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!