DIA DO TRABALHO

Pessoas com deficiência encaram o desafio da inclusão no mercado de trabalho

Empresas apostam cada vez mais em ambiente inclusivo, com oportunidades para pessoas com deficiência, para benefício de todos

Redação
Publicado em 30/04/2024, às 09h47 - Atualizado às 10h01

FacebookTwitterWhatsApp
Com síndrome de Dow, Karina Martins Pestana completa 20 anos de profissão - Divulgação
Com síndrome de Dow, Karina Martins Pestana completa 20 anos de profissão - Divulgação

O mercado de trabalho sempre foi competitivo e, para alguém com alguma deficiência, ainda mais desafiador. Mas esse cenário vem mudando. Hoje, cada vez mais, as empresas investem em ambientes de trabalho mais inclusivos. Alguns empregadores, porém, já apostam em pessoas com deficiência há bastante tempo. Karina Martins Pestana, de 44 anos, portadora de síndrome de Down, trabalha na mesma companhia há 20 anos, na qual conquistou seu sonhado primeiro emprego. “Começar a trabalhar era o maior sonho que eu tinha, para poder ter o meu dinheiro”, conta.  

Promoção da integração 

Na Embraps, onde Karina trabalha, o diretor do empreendimento, Rodolfo Quaresma, salienta que, apesar de só Karina ser portadora de síndrome de Down na equipe, ela não é a única PCD. “É muito importante ter pessoas com deficiência dentro da empresa, para promover a integração social. Além disso, nós sabemos que muitas pessoas com deficiência acabam tendo dificuldade de entrar no mercado de trabalho, e é por essa razão que a inclusão é tão importante”, enfatiza Rodolfo.  

Karina Martins Pestana
Karina trabalha desde os 24 anos no departamento pessoal da Embraps

Conhecida pela garra e vontade de crescer, Karina faz sucesso entre os colegas. “O desenvolvimento e a integração da Karina são nítidos. Ela adora todo mundo e todas as pessoas gostam dela. A Karina faz questão de estar sempre presente na empresa, e isso é um exemplo para todas as pessoas, principalmente, pelo tempo que ela tem de casa”, finaliza o chefe.  

Trabalhando no departamento pessoal da Embraps, como auxiliar administrativa, Karina organiza documentos, faz cópias e cuida de cartões de ponto, entre outras atividades. A profissional conta que adora cuidar da papelada da companhia. “O que eu gosto mesmo é mexer com os papéis. É bom trabalhar aqui, não quero sair daqui nunca”, sentencia Karina.  

A Embraps tem sede na Baixada Santista, onde atua há desde 1998, na prestação de serviços terceirizados.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!