Produto químico

Quarteirão é evacuado após incêndio e vazamento tóxico

Cerca de 70 pessoas foram evacuadas do local

Da Redação
Publicado em 08/10/2018, às 08h05 - Atualizado em 23/08/2020, às 17h37

FacebookTwitterWhatsApp
Divulgação
Divulgação

O galpão de uma marcenaria pegou fogo e causou vazamento de produtos químicos, na madrugada desta segunda-feira, 8, no Paquetá, em Santos. Após o incidente com fosfeto de alumínio, ao menos 70 pessoas foram evacuadas do quarteirão todo e um ônibus foi disponibilizado para levá-los para a unidade de saúde da Santa Casa de Santos, onde passarão por exames.

O caso ocorreu por volta da 1 hora, na rua Doutor Cochrane, e atingiu um barracão que fabricava móveis. Não deixou vítimas fatais. O comunicado de que o galpão possuía produtos tóxicos foi realizada apenas às 4 horas. Investigações apontam que no local havia cerca de três toneladas do fosfeto de alumínio de forma clandestina, que supostamente pertenceriam a uma empresa portuária, e seriam usados na área de navios. A autorização para o armazenamento ainda será apurada pelas autoridades. O gás é altamente tóxico, por isso todo o quarteirão teve que ser isolado. As ruas João Pessoa e a General Câmara também estão interditadas. 

Equipes da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e da Defesa Civil foram acionadas para atender a ocorrência. O isolamento do produto foi feito com a deposição de areia e de lonas para diminuir os riscos de propagação. No momento, o fosfeto não prejudica mais os moradores do bairro e fogo está controlado. 

Por volta das 8h30 as vítimas chegaram na unidade de saúde e neste momento ainda passam por triagem. A Santa Casa informou que separou dez leitos para internar os pacientes mais graves. Quem não apresentar lesões, será liberado após avaliação médica. 

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!