.

A Polícia Civil do 13º Distrito Policial (Decap) prendeu, nesta terça-feira (2), na zona norte, uma cabeleireira que comercializava remédios abortivos pelos Correios.

A equipe chegou até a indiciada após investigações indicarem que um grupo de mulheres comercializava e enviava remédios controlados por meio da empresa de transporte de encomendas.

Os agentes a abordaram em uma agência dos Correios, após descobrirem que ela estaria enviando os produtos semanalmente.

Durante a ação, um extrato que confirmava o envio recente de 37 correspondências foi encontrado com a suspeita. Como as embalagens ainda se encontravam na agência, elas foram apreendidas e dentro delas encontradas, além dos medicamentos, vidros com um líquido transparente, agulhas e seringas.

Questionada, a mulher confessou que havia sido contratada para a prática por uma desconhecida, e que existiam mais comprimidos em sua casa. Os agentes se deslocaram até o imóvel, onde foram apreendidas 104 cartelas do medicamente abortivo, totalizando 1.560 comprimidos, além de outros 270 comprimidos avulsos do mesmo medicamento. Uma sacola plástica com mais comprimidos, de um medicamento diferente, também foram encontrada no local.

A mulher foi presa em flagrante e levada à Delegacia, onde foi autuada em flagrante por falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais. Fonte: Polícia Civil SP