Implantação

Ilhabela terá base da Polícia Ambiental Marítima

A instalação da base ajudará nas operações terrestres para conter a ocupação desordenada e o desmatamento

Da Redação
Publicado em 16/03/2018, às 07h57 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h35

FacebookTwitterWhatsApp
O encontro teve como objetivo definir detalhes sobre a implantação da base da Polícia Ambiental Marítima - PMI
O encontro teve como objetivo definir detalhes sobre a implantação da base da Polícia Ambiental Marítima - PMI

Representantes do comando da Polícia Ambiental Marítima e o prefeito de Ilhabela Márcio Tenório reuniram-se na tarde de quinta-feira, 15, no paço municipal, para definir detalhes da instalação de uma base no arquipélago. Além da criação desse novo equipamento, a prefeitura adquiriu câmeras de monitoramento e drones, para o trabalho de fiscalização. Disse Márcio Tenório: “A base vai ajudar, principalmente, na fiscalização da orla marítima e atendimento às comunidades isoladas. Serão intensificadas as operações terrestres para frear a ocupação desordenada e o desmatamento”.

O  encontro resultou de reunião pública realizada na Câmara Municipal da cidade, com a participação do Ministério Público, sobre ocupação desordenada. Também participaram da reunião Ferreira Filho, o capitão Renato Barra Dias, o secretário de Meio Ambiente Mauro de Oliveira, o diretor de departamento Especial de Segurança Reginaldo Pereira e os diretores de fiscalização Ronaldo Alves de Sousa (ambiental) e Alexandre Baptista. A previsão é de que, nos próximos dias, seja elaborada a minuta de um convênio para implantar a atividade delegada com a Polícia Ambiental.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!