Forte ressaca deve atingir a região a partir de sexta-feira

Costa Norte
Publicado em 27/10/2016, às 07h09 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h35

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Foto: Reprodução

Região Da redação

Publicado às 9h09 - Atualizado às 11h20

Quem passar por Santos deve ficar de olho no mar deste fim de semana antes de sair. Uma forte ressaca é esperada em toda a costa litorânea a partir de sexta-feira, 28. A principal causa é a influência da formação de um forte ciclone extratropical, segundo informou o site Climatempo, além da proximidade com a passagem pela lua nova – que deverá elevar a maré.

O ápice da ressaca é previsto para sábado, data em que as ondas devem atingir aproximadamente 3,5 metros na entrada do canal do Porto e ultrapassar os 2,1 metros na Ilha das Palmas.

Também há previsão de maré elevada, principalmente na madrugada e no início da tarde de sábado - pode ultrapassar os 2 metros.

A prefeitura de Santos já emitiu comunicado informando que o Plano Preventivo de Defesa Civil será acionado para envolver agentes de trânsito, guardas municipais, além de membros do órgão, para interdições de trânsito e atender a eventuais ocorrências.

Os moradores previamente cadastrados por meio de SMS serão comunicados. Nesta quinta-feira está prevista a distribuição de panfletos informativos na Ponta da Praia e vários bairros da Zona Noroeste. A recomendação é que todos fiquem atentos às previsões nos próximos dias.

Esta é a segunda vez neste ano que uma ressaca desta magnitude deverá atingir a Baixada Santista. Várias estruturas na Ponta da Praia, em Santos, foram destruídas em agosto devido o fenômeno natural.

Segundo informações do site Climatempo, a influência do ciclone será percebida nas regiões Sul e Sudeste do país. As simulações atmosféricas indicam o valor mínimo da pressão no centro do sistema poderá alcançar de 980 a 990 hPa, valores considerados muito baixos. Resumidamente, quanto mais baixa a pressão atmosférica, mais intensos são os ventos.

É previsto que a altura das ondas comecem a baixar no decorrer de domingo, 30, porém, o mar continuará agitado.

Cubatão

A prefeitura de Cubatão também emitiu comunicado na quinta-feira, 27, sobre a previsão de marés altas acima do normal. A Coordenadoria Municipal da Defesa Civil (Comdec) informou que o fenômeno poderá provocar pequenos alagamentos nos pontos mais baixos da cidade, especialmente Ilha Caraguatá e Conjunto Residencial Affonso Schmidt.

A orientação é de que os moradores devem atentar para eventual aumento no nível das águas, para proteger móveis e equipamentos no nível do solo. Essa elevação só deve ocorrer se nos picos de maré alta ocorrerem ventos fortes empurrando a água do mar em direção à terra.

Ainda, a Comdec estima que os níveis não devem superar os efeitos registrados em 22 de agosto, quando em alguns momentos foi registrada uma lâmina d'água máxima de 30 cm de altura em algumas vias da Ilha Caraguatá.

Os momentos de pico de maré (preamar) previstos serão: nesta quinta-feira, 27, as 13h17, com 1,3 metro de altura; nesta sexta-feira, dia 28, às 00h53, com 1,4 metro, que sé repete às 13h43; no sábado, 29, às 1h26, com 1,5 metro; no domingo, 30, às 2h00, também com 1,5 metro; e na segunda-feira, 31, às 2h36, com 1,5 metro. Até o momento, não há previsão de ventos fortes que possam ampliar esses efeitos de elevação das águas do mar.

A Defesa Civil informou que está monitorando as ocorrências, que devem ser comunicadas pelo telefone 199.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!