DINDIM FAKE

Dupla é presa com mais de R$ 1.000 em cédulas falsas em Praia Grande

Apreensão das cédulas ocorreu no bairro Ocian, na noite de terça-feira (25); caso foi encaminhado para a Polícia Federal, em Santos

Redação
Publicado em 26/06/2024, às 15h03 - Atualizado às 15h20

FacebookTwitterWhatsApp
O lote continha 11 notas de R$ 100 e uma nota de R$ 200 - Imagem ilustrativa/Pexels
O lote continha 11 notas de R$ 100 e uma nota de R$ 200 - Imagem ilustrativa/Pexels

Dois homens foram detidos, na noite de terça-feira (25), com mais de R$ 1.000 em cédulas falsas, no bairro Ocian, em Praia Grande. A apreensão do dinheiro falso ocorreu após uma suspeita de envolvimento da dupla em um furto. Uma equipe da Guarda Civil Municipal (GCM) patrulhava o bairro quando foi informada sobre as características de um veículo ocupado por dois suspeitos de um furto, ocorrido momentos antes em uma loja, também no bairro Ocian.   

Os agentes identificaram o veículo em um cruzamento da avenida Presidente Kennedy e fizeram a abordagem. Durante a busca pelo produto do furto  denunciado, os guardas constataram que cada um deles portava uma nota de R$ 100 de origem duvidosa; eles foram encaminhados à Central de Polícia Judiciária na qual se constatou que um deles não possuia  documento de identidade. Ambos afirmaram ser moradores da Zona Leste da cidade de São Paulo e que haviam alugado um apartamento para passar três dias em Praia Grande.

Siga o Costa Norte no WhatsApp e receba as principais notícias do litoral de São Paulo

A equipe então se dirigiu ao apartamento mencionado em busca do citado documento, mas encontraram um envelope com outras notas também de origem duvidosa, aumentando as suspeitas. Na Polícia Federal de Santos, as cédulas foram periciadas e constatada a falsidade das mesmas: 11 notas de R$ 100 e uma nota de R$ 200; havia no local outros R$ 927 verdadeiros, provavelmente já trocados pelas falsificadas.   

A  Polícia Federal autuou os dois homens em flagrante e apreendeu o material. O suposto furto ao qual a dupla teria participado não foi confirmado pela ausência do objeto do crime em posse dos suspeitos.

Com informações de prefeitura de Praia Grande

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!