Avô de garoto esfaqueado desabafa: 'A escola tem que tomar alguma atitude!'

Costa Norte
Publicado em 05/04/2017, às 14h21 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h54

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Vítima, de 13 anos, levou golpe de cutelo dentro da escola e está no Hospital de Bertioga

O avô do aluno esfaqueado na Escola Estadual Jardim Vicente de Carvalho, Manoel Coelho da Silva, procurou a redação do Sistema Costa Norte de Comunicação para cobrar atitudes da escola. "Isso aconteceu e nós, que criamos o menino, nem fomos comunicados pela escola. Ficamos sabendo por um vizinho", contou.

Silva detalhou o histórico de violência da unidade escolar e explicou que sempre foi um lugar perigoso. "A escola tem que tomar alguma atitude. Os professores têm que conter esses alunos. Melhorar a segurança, o que for", desabafou. "Meu neto sempre foi um garoto tranquilo, não é de arrumar briga. Gosta de jogar bola e agora está numa situação dessa. Ele não fez nada pro agressor. As testemunhas disseram que ele passou pelo portão da escola e golpeou meu neto, do nada", relatou o avô.

A Secretaria Estadual de Educação, por meio de nota, informou que a direção da unidade 'prestou socorro imediato ao aluno acionando o SAMU, que realizou os primeiros atendimentos dentro da escola. Imediatamente, a família foi acionada através do número de telefone deixado para caso de emergências, mas sem conseguir falar com a família, uma vizinha que levava o filho para escola se prontificou a avisa-los". Afirmou, também, que a escola acionou o Conselho Tutelar e a Polícia Militar que acompanham o caso; e que a Diretoria de Ensino de Santos está prestando todo apoio à família.

O neto de Silva foi encaminhado ao Hospital de Bertioga com golpes na cabeça e no braço e aguarda transferência para um hospital onde possa realizar cirurgia. "Ele teve cortes muito profundos na cabeça e não consegue movimentar o braço", lamentou o avô.

O caso

Um aluno da Escola Estadual Jardim Vicente de Carvalho foi golpeado com um cutelo por um colega no início da tarde desta quarta-feira, 5. O agressor sofre de instabilidade emocional e possui laudo do Centro Atenção Psicossocial de Bertioga (Caps).

De acordo com o boletim de ocorrência, os adolescentes tiveram um desentendimento três dias atrás, mas, nesta quarta-feira, o agressor foi até sua casa por volta de 13 horas e armou-se de um cutelo. Quando voltou, desferiu dois socos contra a vítima, que ameaçou revidar caso ele não parasse. A briga continuou e o autor golpeou a vítima duas vezes com o instrumento de corte. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Bertioga. O nome e idade dos adolescentes não foram revelados.

Marina Aguiar

Foto: Arquivo/JCN

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!