Autor de homicídio no Jd. Vicente de Carvalho aguardará julgamento em liberdade

Costa Norte
Publicado em 09/03/2017, às 10h40 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h51

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Elto Rodrigues Teixeira, o Mineiro, já havia sido identificado pela polícia e se entregou nesta semana

O autor do homicídio que vitimou Carlos Cleber Aparecido Costa, de 31 anos, após discussão no Jardim Vicente de Carvalho, se entregou nesta semana. Elto Rodrigues Teixeira, o Mineiro, de 33 anos, já havia sido identificado pela polícia e se apresentou com um advogado.

De acordo com as investigações, um desentendimento ao trânsito ocorrido há três meses iniciou uma rixa entre ambos e, sempre que se encontravam, discutiam e chegaram a se agredir anteriormente. No entanto, no dia 26 de fevereiro, segundo apontado por testemunhas, Carlos se encontrava em aparente estado de embriaguez e, com uma garrafa de bebida alcóolica em uma das mãos, passou várias vezes em frente ao comércio do autor, instalado no bairro.

Mineiro alegou na delegacia que estava sendo ameaçado pela vítima e, por isso, havia adquirido um revólver calibre .32 para se proteger. Quando Carlos pegou seu carro e parou próximo ao local, o autor foi ao seu encontro e iniciaram uma nova discussão.

Em seu depoimento, o autor afirmou que chegou a pedir que a vítima saísse e mostrou estar armado. Carlos então teria tentado tirar sua arma, quando Mineiro sacou e disparou, tendo alvejado a vítima três vezes. O crime ocorreu por volta das 21 horas. Carlos chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

O investigador chefe, Nivaldo Ribeiro, comentou: “Diante dos fatos e da investigação efetuada pela Polícia Civil de Bertioga, como o autor estava cercado - já sabia que estava identificado, ele se apresentou acompanhado por um defensor público onde narrou estes fatos, alegando que aconteceu dessa maneira”. Participaram também das investigações os policiais civis Rodrigão, Vando, Valéria, Gleidson e Menezes.

Elto foi indiciado por homicídio doloso pelo delegado titular Sérgio Nassur e, conforme explicado pela polícia, como prerrogativa legal ele aguardará o julgamento em liberdade.

De acordo com a polícia, Mineiro não possui antecedentes, enquanto Carlos possuía uma passagem.

Bertioga

Foto: Divulgação

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!