CTA amplia serviços para portadores de HIV em Bertioga

Costa Norte
Publicado em 28/07/2017, às 12h39 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h04

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Serviços anteriormente realizados em Guarujá, como coleta de exames e consultas médicas, agora serão feitos na cidade

O Centro de Testagem e Aconselhamento de Bertioga ampliará os serviços para portadores de HIV/Aids a partir do dia 1º de agosto. Além dos testes rápidos para detecção de HIV, sífilis e hepatites B e C, o centro realizará coletas de exames, administração dos antirretrovirais e consultas médicas. Michelle Luiz Santos, diretora de Vigilância em Saúde, explica que esses atendimentos eram feitos somente em Guarujá pelo Hospital Willian Rocha. "Nós realizávamos os testes rápidos, com acompanhamento de psicóloga, e encaminhávamos o paciente para tratamento no Guarujá".

A coleta consiste na realização de exames de sangue, como o CD4, que indica o funcionamento do sistema imunológico, e o teste de carga viral, no qual o resultado mostra se o vírus está se reproduzindo no organismo. Para a administração dos antirretrovirais, medicamentos utilizados no tratamento do HIV, a Secretaria de Saúde realizou o cadastro pelo governo do estado e aguarda a visita de técnicos para liberação dos medicamentos. Mas, Michelle afirma que, caso chegue o dia 1º e o cadastro não estiver concretizado, buscará os medicamentos na unidade de Guarujá para não comprometer o atendimento.

Atualmente, existem 152 pacientes de Bertioga portadores de HIV cadastrados em Guarujá, mas apenas 1/3 deles realiza o tratamento corretamente. "Assim que começarmos o tratamento aqui em Bertioga, vamos fazer uma busca ativa desses pacientes e descobrir se, por exemplo, eles procuraram tratamento particular ou se tinham dificuldade no transporte. Podem ser moradores de rua ou pessoas que mudaram de cidade. Quando começarmos a atender cada um de perto, vamos ter esse diagnóstico".

Para o prefeito de Bertioga Caio Matheus, a ampliação de serviços é uma vitória. "Muitas vezes, o paciente, que ia para o Guarujá, pegava dois, três transportes para ir e para voltar e, às vezes, um tanto quanto debilitado. Gastava-se mais e, agora, a partir de agosto, poderá ser feito no CTA". A mudança foi realizada com pequenas adequações no prédio e com pouco investimento, já que o centro se tornará um Serviço Ambulatorial Especializado e receberá verba do Ministério da Saúde.

Os testes rápidos continuarão a ser realizados no CTA (rua Jorge Ferreira, 60, Centro), mas também serão expandidos para as Unidades Básicas de Saúde (UBS's) de Bertioga. O teste rápido consiste na coleta de sangue por meio de uma picada no dedo; o resultado sai em 20 minutos e, caso seja positivo para HIV, sífilis ou hepatites B e C, o paciente é encaminhado ao aconselhamento psicológico. De janeiro a julho de 2017, foram realizados 800 atendimentos no CTA Bertioga.

Foto: JCN

Leia mais:  Novo contrato de convênio de saúde para servidores municipais

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!