Reforma

Vereadora solicita ampliação do cemitério municipal de Cubatão

Além disso, Érika Verçosa solicitou à administração municipal serviços de manutenção e poda de árvores na cidade

Da Redação
Publicado em 22/03/2018, às 11h51 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h36

FacebookTwitterWhatsApp
A vereadora enfatiza as más condições do local - Rodrigo Palassi
A vereadora enfatiza as más condições do local - Rodrigo Palassi

Na 7ª sessão ordinária, realizada terça-feira, 20, a vereadora de Cubatão Érika Verçosa (PSDB) apresentou requerimento no qual solicita reforma e ampliação do velório municipal. Em visita ao local, a parlamentar disse que constatou o estado de precariedade do cemitério municipal. O requerimento foi aprovado pelo plenário da Câmara.

Segundo a vereadora, o local encontra-se com calçadas danificadas, pontos de infiltração no edifício, além de a capela apresentar instalações elétricas expostas, exigindo urgentemente reparo no sistema de iluminação. Ela também criticou as condições de trabalho dos servidores que atuam no próprio municipal e o estado caótico do arquivo, que contém os documentos dos falecidos.

Durante a sessão, Ivan Hildebrando (PSB) comentou sobre a Comissão Especial do Inquérito (CEI), criada em 2014, a fim de apurar a denúncia de uma servidora pública relativa ao desaparecimento dos restos mortais de seu marido. O vereador recordou que a CEI chegou a encaminhar o relatório final ao Ministério Público Estadual, com as conclusões do processo investigativo acerca da violação de túmulos e a compra e venda irregular de campas. Sérgio Calçados (PPS) disse que, no ano passado, apresentou requerimento  semelhante ao da vereadora em relação à manutenção do cemitério.

A parlamentar ainda teve dois requerimentos aprovados pelo plenário da Câmara. O primeiro pede que o Executivo  estude a possibilidade de transformar o espaço ocupado pela piscina da UME Estado de Goiás em uma sala multidisciplinar. O segundo, solicita à administração municipal que providencie serviços de manutenção e poda de árvores na cidade, uma vez que, em dias de fortes chuvas e ventos, o fornecimento de energia elétrica é prejudicado pela queda de árvores.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!