Ministro Alexandre de Moraes recebe título de Cidadão Emérito de Santos

Costa Norte
Publicado em 22/08/2017, às 13h47 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h07

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
O prefeito Paulo Alexandre Barbosa declarou que o título é um reconhecimento ao trabalho de sucesso e correto do ministro

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes recebeu o título de Cidadão Emérito de Santos na tarde de segunda-feira, 21, na Câmara Municipal. Aprovado pelo Legislativo municipal, o título foi proposto pelo vereador Ademir Pestana (PSDB). Compareceram à cerimônia autoridades federais, estaduais e municipais dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, membros do Ministério Público, polícias, entre outras autoridades.

Ao agradecer, Moraes fez questão de valorizar o título pela importância de Santos no contexto nacional. “Aqui encontra-se o maior Porto do País, é uma cidade que vem se modernizando, acolhedora, que honra o estado de São Paulo e o País”.

Em seu discurso, o ministro também aproveitou para deixar uma mensagem sobre a união dos poderes como solução aos problemas nacionais. “Precisamos aproveitar a crise para construir algo novo, um país mais honesto, desenvolvido e justo. Isso se faz com união entre os poderes e outras instituições, e o respeito à lei”.

O prefeito Paulo Alexandre Barbosa declarou que o título é um reconhecimento ao trabalho de sucesso e correto do ministro, em todas as instituições por onde atuou. “Na vida pública, é muito importante a coragem para tomar decisões. E o ministro tem uma história pautada por ações com determinação”.

Carreira

Ministro da mais alta corte do País desde março último, Alexandre de Moraes tem 48 anos e se formou advogado em 1990. Entre 1991 e 2002, atuou como promotor público.

Também foi secretário Estadual de Justiça e Defesa da Cidadania e de Segurança Pública, de São Paulo, presidente da Febem (atual Fundação Casa), membro do Conselho Nacional de Justiça e secretário dos Transportes da Cidade de São Paulo. Quando foi indicado pelo presidente Michel Temer ao STF (com nomeação aprovada pelo Senado Federal), atuava como Ministro da Justiça.

Foto: Isabela Carrari/PMS

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!