Major Olímpio afirma desilusão com a política

Senador anunciou que não irá se candidatar ao governo de São Paulo

Da Redação
Publicado em 16/06/2020, às 12h02 - Atualizado em 24/08/2020, às 07h58

FacebookTwitterWhatsApp
Divulgação
Divulgação

Imagem acervo site

“Não quero mais disputar eleição na minha vida. Eu me desiludi com isso”. A afirmação é do senador Major Olímpio, durante entrevista ao programa Café da Manhã, da TV Cultura Litoral, na segunda-feira, 15. A decepção maior, segundo ele, foi com condutas do governo Bolsonaro, neste momento.

Participe dos nossos grupos ℹ  http://bit.ly/CNAGORA3   🕵‍♂Informe-se, denuncie!

O senador destacou o início do governo federal, marcado pela criação independente dos ministérios, mas criticou a sequência das ações: “Ele teve a oportunidade de fazer o seu ministério sozinho, graças a Deus, cumprindo a palavra dele, sem toma lá dá cá. Mas agora começou fazer esta lambança, que você já sabe o que vai acontecer. São os mesmos personagens, que foi lá no Mensão, no Petrolão, na Operação Laja-Jato. É acordo podre; ninguém quer cuidar de criança necessitada, de morador de rua”, disse, referindo-se a aliança com os partidos do Centrão.

Em bom tom, Major Olímpio disse o que pensa sobre os acordos, que resultam em cargos: “é pelos bilhões”. Ele ainda afirmou: “Partido político, infelizmente, é uma sopa de letras, na hora de pegar a bufunfa, o poder e cargos. Eles querem os cargos agora é na Fundação Nacional do Desenvolvimento Escolar, na Fundação Nacional da Saúde, tudo porque tem R$ 58 bilhões de um, R$ 30 bilhões de orçamento no outro; é com a porteira fechada, é para roubar à vontade, para fazer o que quiser. Tem tudo para dar errado, quando parte nesta linha”.

Mas, em meio às críticas e desabafos, ainda sobrou uma consideração positiva, do seu ponto de vista: “O Bolsonaro tem uma grandeza, tirou a esquerda do poder. Já fez uma grande coisa pelo povo brasileiro”.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!