Tecnologia

Marketplaces: Consultoria é alternativa para empreendedores

Acessos a e-commerce crescem 40% em um ano; especialista fala sobre a participação dos marketplaces e sobre a importância de consultoria especializada para empreendedores

DINO
25/11/2021 às 16:48.
Atualizado em 25/11/2021 às 16:50
 (DINO)

(DINO)

Em março de 2021, mês que completa 1 ano de pandemia de Covid-19, o comércio eletrônico registrou 1,66 bilhão de acessos, o que marca um aumento de 40% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Já em comparação a fevereiro deste ano, as vendas digitais tiveram um aumento de 11,05%, conforme dados do Relatório E-commerce no Brasil, realizado e entregue em abril de 2021, pela Conversion, agência de marketing paulistana.

Ainda segundo o balanço, os setores que alcançaram maior aumento no período analisado foram, respectivamente, importados (91,72%), pets (88,04%), casa e móveis (86,62%), farmácia e saúde (65,22%), moda e acessórios (63,18%) e comidas e bebidas (57,25%).

Os marketplaces, em particular, foram responsáveis por 78% do faturamento do e-commerce brasileiro em 2020, segundo a 42ª edição do Webshoppers, realizado pela Ebit|Nielsen, o maior relatório sobre o segmento do Brasil. 

De forma concomitante, as vendas on-line atingiram 68% de crescimento em 2020, de acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), chegando a R$ 126,3 bilhões, com destaque para os marketplaces, que alcançaram 11% de participação de mercado.

Na visão de Fabio Costa Silva, que atua como Conselheiro de uma empresa que presta consultoria para lojas on-line nos Estados Unidos e Brasil, também ganham destaque os marketplaces realizados por pequenos empreendedores, que diferem daqueles criados por empresas de maior porte, com mais condições para o desenvolvimento do negócio.

A análise do especialista é corroborada com números de uma pesquisa realizada pela Serasa Experian, que entrevistou 508 empreendedores no mês de fevereiro. Segundo o estudo, sete em cada dez micro, pequenas ou médias empresas (73,4%) brasileiras venderam no espaço digital durante a crise sanitária.

Por que empreendedores digitais precisam de consultoria em marketplaces? 

De acordo com Fabio Costa Silva, uma consultoria é uma alternativa para que empreendedores tirem seus negócios digitais do papel. Segundo ele, é preciso saber a maneira certa para empreender no ambiente virtual, mesmo sem um grande investimento.

“Dados do E-commerce Brasil demonstram que 95% das pessoas que compram on-line, compram com frequência em Marketplaces. Isso deixa claro que é muito importante investir, o que não precisa ser exclusividade de grandes empresas, pois está ao alcance de pequenos empreendedores”, cita.

A partir de sua experiência, o empresário explica como funciona o serviço de consultoria e quais são as principais dicas dadas para que um negócio possa prosperar. 

“Uma consultoria para marketplaces direciona o que o empreendedor deve comprar, quando comprar, quando vender e de quem comprar”, explica. Fabio Costa Silva destaca que, entre as principais dicas que uma consultoria oferece a profissionais que buscam atuar com marketplaces, está “a escolha de um bom sistema de procura de produto, parceiros na entrega, bons virtuais assistentes e um sistema de Re-price - que altera os preços automáticos na plataforma de modo rápido e confiável”.

Para mais informações, basta acessar: fabiocostasilva.com ou @fabio.costa.silvaWebsite: http://fabiocostasilva.com

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por