ESPÍRITO NATALINO

Menina pede chinelos em carta de Natal, comove coronel da PM e é surpreendida

Jovem de 13 anos deixou carta pedindo chinelo e guaraná na porta de desconhecido, em Minas Gerais. O que ela não sabia era que morador é um coronel da PM que se comoveu com pedido e organizou surpresa

Da redação
18/11/2021 às 11:04.
Atualizado em 18/11/2021 às 12:04
Menina deixou carta de Natal pedindo chinelos e guaraná na porta de desconhecido e foi surpreendida (Imagem: Reprodução / Polícia Militar de Minas Gerais)

Menina deixou carta de Natal pedindo chinelos e guaraná na porta de desconhecido e foi surpreendida (Imagem: Reprodução / Polícia Militar de Minas Gerais)

A pouco mais de um mês do Natal, um verdadeiro conto do genuíno espírito natalino emocionou moradores da cidade de Pouso Alegre, em Minas Gerais. Uma menina de 13 anos redigiu uma cartinha de Natal em que pedia nada mais que um par de chinelos e refrigerante e deixou a correspondência na porta de um desconhecido.   

Acontece que a casa é de um coronel da PM de Minas Gerais. Ao ler a carta, o oficial Lucas Pinheiro se comoveu e resolveu articular uma surpresa muito maior para a criança. O caso foi divulgado nesta quinta-feira (18), pela Folha de São Paulo.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApphttp://bit.ly/NoticiasLitoral2 E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

"Quem é pai sabe como é quando um filho precisa de alguma coisa e você não tem condições naquele momento. Eu tive que ajudar, porque a gente não pode deixar que as crianças parem de sonhar e de acreditar que podem realizar seus sonhos"

À publicação, o coronel Pinheiro afirma que foi olhar suas correspondências e, no meio, encontrou a carta, escrita à mão pela menina, dobradinha em forma de envelope. Na mensagem, ela dizia que sua mãe estava desempregada, razão pela qual pedia ajuda para o Natal.  

Comovido, o coronel que divide seu sobrenome, Pinheiro, com o nome da espécie das árvores natalinas, mostrou a cartinha ao batalhão de Pouso Alegre, comandado por ele, e, juntos, eles resolveram ajudar a menina e sua família.   

Policias e família da menina no momento da surpresa (Imagem: Reprodução / Polícia Militar de Minas Gerais)

Lucas Pinheiro relata que constatou que a mãe da menina realmente está desempregada e, com ajuda de sua equipe, arrecadou, além dos pedidos da menina, cestas básicas e materiais escolares. “Para que ela possa voltar às aulas em 2022 e ter um incentivo para os estudos”, declarou à Folha.  

Quando ele e sua equipe chegaram de surpresa, diz o comandante, a menina estava no portão com seu irmão menor e ficou sem reação.

Sem saber que a casa onde havia deixado a carta era de um policial, tampouco se seu pedido seria atendido, a menina demorou a entender. Depois, diz o coronel, ela ficou muito feliz. A mãe dela também se emocionou com a surpresa.

O coronel afirma que foi impelido a ajudar. "Quem é pai sabe como é quando um filho precisa de alguma coisa e você não tem condições naquele momento. Eu tive que ajudar, porque a gente não pode deixar que as crianças parem de sonhar e de acreditar que podem realizar seus sonhos".

Com informações de Folha de São Paulo | Isac Godinho

 ***Você bem informado em 5 minutos! Clique aqui e assine GRÁTIS a Newsletter do Costa Norte https://bit.ly/newslettercostanorte & leia sua dose diária de informação direto no e-mail

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por