COVID-19

Com feriado antecipado, taxa de isolamento social em SP fica em 51%

Segundo governo, ideal é índice ficar acima de 70%

Elaine Patricia Cruz/Agência Brasil
Publicado em 26/05/2020, às 13h01 - Atualizado em 24/08/2020, às 07h48

FacebookTwitterWhatsApp
Murilo Tauro
Murilo Tauro

A taxa de isolamento social no estado de São Paulo ontem, 25, foi de 51%, quatro pontos percentuais abaixo do que foi registrada no domingo (55%) e apenas um ponto percentual acima da segunda-feira anterior (50%).

Para tentar aumentar o isolamento social no estado, o governo paulista antecipou ontem, 25, o feriado do dia 9 de julho, que celebra a Revolução Constitucionalista de 1932. Mas a medida não funcionou como era esperado pelo governo. A taxa subiu apenas um ponto percentual em relação à última segunda-feira e se manteve abaixo do valor mínimo estabelecido pelo governo em 55%. O ideal é que o isolamento no estado ficasse acima de 70%.

Desde o dia 3 de maio, quando o estado chegou a 59% de isolamento, São Paulo só conseguiu alcançar a meta mínima, de 55%, uma única vez. E isso aconteceu no último domingo, 24, quando foi registrada a taxa de 55%.

Capital

Na capital, a taxa foi ligeiramente superior à média do estado, ficando ontem em 53%. A cidade com a maior taxa de isolamento no estado foi São Sebastião, onde ontem ela atingiu 63%, a única cidade paulista a ultrapassar a marca de 60% no feriado.

Uma taxa alta de isolamento, acima de 55%, segundo o governo paulista, ajuda a combater a propagação do novo coronavírus pelo estado e evita a alta ocupação dos leitos de unidades de terapia intensiva.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!