SITUAÇÃO GRAVE

Cientistas italianos buscam tratamento específico para coronavírus

Moradores de cidades do Norte estão em isolamento

RTP/Agência Brasil
Publicado em 28/02/2020, às 13h55 - Atualizado em 24/08/2020, às 07h12

FacebookTwitterWhatsApp
Divulgação/Josué Damacena
Divulgação/Josué Damacena

Alguns países da Europa registraram os primeiros casos do novo coronavírus. A situação mais grave continua a ser a da Itália, onde já morreram 17 pessoas e onde há mais de 600 infectados. As autoridades de saúde italianas fazem, nesta sexta-feira, 28, uma atualização dos números do novo coronavírus.

Moradores de uma dezena de cidades no Norte de Itália estão em isolamento, mas também há pessoas infectadas no Sul. No entanto, começam a surgir progressos na investigação do novo vírus e no tratamento da doença.Cientistas italianos conseguiram definir a espécie do novo coronavírus no país. Segundo matéria da RTP, a investigação vai permitir um tratamento mais especifico.Até agora, 45 doentes italianos infectados pelo novo coronavírus foram tratados com base nessa investigação.

Lombardia

A região da Lombardia estabeleceu uma área de emergência de saúde - onde apareceu a maioria dos casos de infecções e onde 50 mil pessoas estão em quarentena.

Eles estão confinados há duas semanas em duas aldeias.

*Emissora pública de televisão de Portugal

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!