Vivo pede 45 dias para apresentar proposta de melhorias na internet do LN

Costa Norte
Publicado em 25/05/2017, às 11h44 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h58

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Secretários de Turismo do LN reuniram-se com operadora, mas não conseguiram um prazo para expansão

Após uma série de reclamações e apontamentos realizados pelos secretários de Turismo das cidades de Ilhabela, São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba, sobre a péssima qualidade do serviço de internet prestado pela empresa Vivo, aconteceu, na sexta-feira, 19, na sede da Secretaria de Turismo de São Sebastião, uma reunião entre  representantes dos quatro municípios, Procon e Vivo, para tratar sobre o assunto.

Durante o encontro de trabalho, a região expôs aos cinco representantes da empresa,  dois da área de relacionamento e três da parte técnica e estruturas, as necessidades referentes à expansão da rede e melhorias dos serviços já prestados, e apontamentos das reclamações que afligem os moradores litorâneos.

Ilhabela, por exemplo, tem o maior problema de estrutura, uma vez que depende totalmente desse plano de expansão. Mas, segundo a operadora, não há previsão para ampliação da rede fixa, já que empresa está focada na rede móvel. Diante desta informação, repassada às cidades, os representantes das secretarias propuseram que cada prefeitura, neste primeiro momento, pudesse fazer a proposição de melhorias em alguns  bairros, levando em consideração as demandas e prioridades (hospital, escolas, serviços excepcionais) e, segundo a operadora, a vinda até o litoral aconteceu porque a empresa tem a preocupação de estar com os representantes dos quatro municípios, visando a melhoria na prestação de serviço.

Segundo Luciano Krob Meneghetti, diretor de Planejamento e Fomento de Ilhabela, os representantes da Vivo informaram que muitas das demandas apresentadas não chegam ao conhecimento de seus setores e, por isso, foi solicitado que as administrações pontuem os problemas.  "Está acontecendo o que nunca ocorreu antes, um tratamento regionalizado, um levantamento e avaliação do que existe e do que falta, de Bertioga até Ubatuba, para depois fazer o planejamento de melhorias rápidas e também de expansão", explicou.

A empresa propôs fazer um levantamento apurado sobre como tratarão as demandas, principalmente, as dos serviços que já são executados, e pediu 45 dias para apresentar propostas às cidades. O secretário de Turismo de São Sebastião Edson Pavão avaliou que, a depender desta reunião, não há muitas expectativas. "Este encontro não foi objetivo. A Vivo não trouxe nenhum tipo de ação mais concreta, seja voltada à expansão – aliás, deixaram claro que não haverá expansão na rede fixa, somente na rede móvel, mas sem data marcada". Além disso, o secretário informa que a operadora afirmou que trabalhará em um projeto de melhorias na rede fixa atual, o que, na verdade, já é um compromisso de contrato. "Vamos buscar o alcance destas melhorias por outros meios para que a população tenha o serviço adequado", afirmou Pavão.

Para o coordenador do Procon de São Sebastião André Batelochi, a reunião não foi o que se esperava, mas já foi uma conquista obter este encontro diretamente com representantes da operadora. De acordo com o presidente do Conselho de Turismo (Comtur) de Caraguatatuba Rodrigo Tavano, a reunião foi motivada pelo abaixo-assinado do começo do ano sobre a baixa qualidade da internet no litoral norte.  “A operadora afirmou que investirá somente na internet móvel. Vamos conversar com outras empresas para investirem no serviço de internet residencial na região”, destaca.

Região

Da redação

Foto: Andre Santos/PMSS

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!