Sabesp inicia 2ª fase do ‘Onda Limpa’

Costa Norte
Publicado em 30/09/2011, às 13h50 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h26

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Por Ana Cláudia GomesO programa estadual ‘Onda Limpa’, desenvolvido pela Sabesp na Baixada Santista, inicia a sua 2ª etapa de obras no próximo dia 14, quando será aberto edital de licitação para o projeto executivo. A previsão é que até 2013 os trabalhos, que visam implantação de rede de coleta e tratamento de esgoto, estejam concluídos. O superintendente da Sabesp na região, João César Queiroz Prado, participou do programa ‘Café da Manhã’ da TV Costa Norte – Canal 48 UHF, nesta quinta-feira (29), e anunciou a abertura da licitação. Ele explica que serão contemplados 600 km de rede em toda a Baixada Santista. “Ainda não temos a quantidade de rede em cada município, mas todos serão contemplados”, afirmou. Prado ainda explica que a meta do governo é chegar a 2018 com a universalização do tratamento de esgoto. “São os chamados 300%, 100% de água tratada, 100% de esgoto coletado e 100% de esgoto tratado”.

Investimentos Durante a 1ª fase do ‘Onda Limpa’ foram investidos R$ 1,5 bilhão em rede de esgoto na região. No início do projeto, a Baixada contava com 54% de coleta de esgoto, atualmente, chega a 80%, sendo que dessa coleta, a totalidade recebe tratamento.

Em Bertioga Na cidade de Bertioga foram R$ 62 milhões. “Com a rede pronta, foram realizadas cerca de 3 mil ligações residenciais. E deixaram de ser lançados mais de 350 milhões de litros de esgoto sem tratamento”, lembrou Prado.

Se Liga na Rede O governador Geraldo Alckmin (PSDB) lançou, sábado passado (24), junto com a presidenta da Sabesp, Dilma Pena, o programa ‘Se Liga na Rede’. A iniciativa vai custear as ligações na rede de esgoto para famílias de baixa renda no Estado. Serão 192 mil novas conexões, com benefícios para cerca de 800 mil pessoas. O programa terá 80% dos recursos custeados pelo Estado e os 20% restantes pela Sabesp. Serão investidos R$ 349,5 milhões ao longo de 8 anos. Na Baixada, a estimativa é que sejam implantadas 30 mil conexões. “Os agentes comunitários da Sabesp vão visitar cada residência já cadastrada e as famílias terão que assinar um termo de acordo para receber o benefício”, detalhou Dilma.

Benefício Prado reforça a importância da ligação domiciliar na rede de esgoto e, além dos benefícios para a saúde pública, ele menciona a valorização do imóvel. “Pode chegar a 18% de valorização os imóveis com rede de água e esgoto”. O PL (Projeto de Lei) que cria o programa ‘Se Liga na Rede’ será encaminhado para aprovação da Assembleia Legislativa e, só então, poderá ser implantado. A previsão é que ele esteja funcionando no início do ano que vem.

Estudo da Organização Mundial da Saúde mostra que para cada R$ 1 investido em saneamento, economiza-se R$ 4 com gastos de saúde

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!