Sabesp garante abastecimento de água para a Baixada e Litoral Norte

Costa Norte
Publicado em 22/12/2012, às 05h34 - Atualizado em 23/08/2020, às 13h54

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Por Ana Cláudia Gomes

A presidente da companhia, Dilma Pena, e o entrevistador, Ribas Zaidan

O abastecimento de água para as cidades da Baixada Santista e Litoral Norte está garantido para esta Temporada. A afirmação é da presidente da Sabesp, Dilma Pena. Ela concedeu entrevista exclusiva para o Sistema Costa Norte de Comunicação nesta quarta-feira (19), em São Paulo. A população das duas regiões, durante o Verão, salta de cerca de 300 mil para 1 milhão de pessoas, o que pode gerar problemas no abastecimento de água. Para a Baixada Santista, o abastecimento está garantido em virtude da pré-operação, iniciada esta semana, dos sistemas de tratamento e abastecimento de água de Jurubatuba – que fornece água para Guarujá – e de Mambu/Branco – que abastece os municípios de Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande e São Vicente. “Mambu/Branco estarão em operação pelo menos 60% do sistema. São duas obras imensas, que estão em execução há quatro anos e nesse final de ano vão ajudar no abastecimento de água”, afirmou Dilma. Nesses dois sistemas foram investidos cerca de R$ 600 milhões e a capacidade é de 3,2 m³ de água por segundo. No Litoral Norte, com os investimentos já realizados, a presidente afirma que não tem faltado água nos últimos Verões. “Este ano não vai ser diferente. A superintendência se coloca em regime de urgência, convocando todos os funcionários e mantendo um atendimento rápido e a produção em carga máxima”, explicou.

Economia Dilma fez um apelo às populações das duas regiões: “Todos têm que entender que é uma região em que a população triplica, por isso, não se pode desperdiçar água. O turista chega no Litoral, absolutamente relaxado, e fica se refrescando com a água. Não faça isso, por favor, pode faltar água para outra pessoa. Tenha consciência”.

Esgoto Também para o Litoral Norte, Dilma Pena destacou os investimentos nas redes de água e de coleta e tratamento de esgoto. São R$ 659 milhões, sendo que R$ 142 milhões estão em execução; R$ 279 milhões, em licitação; e R$ 238 milhões em projetos executivos. “Não tem recursos do Estado ou da União, são da Sabesp, já garantidos no orçamento de 2012 e no plano plurianual”. Caraguatatuba receberá R$ 173 milhões; São Sebastião, R$ 177 milhões; Ubatuba, R$ 219 milhões; e Ilhabela, R$ 79 milhões. “São montantes expressivos e que, muitas vezes, ultrapassam o valor do orçamento anual do município”, considerou Dilma.

Área nobre Para a presidente da Sabesp, o Litoral Norte é uma área nobre, tanto do ponto de vista econômico como ambiental. “Por isso, temos que preservar. As obras de saneamento recuperam e preservam o meio ambiente”. Dilma exemplificou a vantagem dos investimentos da Sabesp com o município de Ilhabela. Segundo ela, há quatro anos, a cidade não tinha rede de esgoto e hoje tem mais de 50% do município com esgoto tratado.

Universalização A universalização do sistema de esgoto no Litoral Norte foi reforçado pela presidente da Sabesp. Até 2018 haverá 100% de coleta e tratamento. “Em 2014 já vamos ter muitas redes de tratamento, em 2016 será 85% do esgoto coletado e tratado e 2018 ficarão pequenas ilhotas remotas. O término está previsto para 2017”.

Se Liga na Rede O Governo do Estado, por meio da Sabesp, iniciará o programa ‘Se Liga na Rede’. Pela iniciativa, as conexões à rede de esgoto de famílias de baixa renda serão custeadas pela Sabesp. “O governo vai dar um subsídio para as famílias com renda de até 3 salários mínimos. Por isso, não basta ter a rede, tem que se ligar a ela”. Ainda segundo Dilma, para as famílias com renda alta é obrigação fazer os ajustes para se ligar à rede, caso contrário, poderão ser multadas. “Uma casa que não é ligada à rede está poluindo a praia e prejudicando a todos”. Mais informações sobre o programa podem ser obtidas pelo telefone 0800-0550195.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!