SOLIDARIEDADE

Projeto Costurando o Futuro, do Fundo Social paulista, alcança a Baixada Santista

Kits de uniforme escolar estão sendo confeccionados para alunos de creches públicas; Bertioga deve ser a próxima cidade do litoral a se integrar

Estela Craveiro
Publicado em 22/10/2018, às 12h48 - Atualizado em 23/08/2020, às 17h42

FacebookTwitterWhatsApp
Ateliê do Projeto Costurando o Futuro - Divulgação/Fussesp
Ateliê do Projeto Costurando o Futuro - Divulgação/Fussesp

O projeto Costurando o Futuro, uma iniciativa do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), chega à Baixada Santista.

O principal objetivo da ação, que faz parte da Escola de Moda do Fussesp, é produzir uniformes escolares para oferecê-los, gratuitamente, às crianças que frequentam as creches municipais.

Para cada aluno, será entregue um kit de uniforme escolar, com duas camisetas, uma bermuda e um abrigo de inverno. Na região, serão confeccionados, inicialmente, 1.500 kits.

Já estão participando os municípios de Santos e São Vicente. Bertioga deve ser o próximo município a se integrar ao projeto Costurando o Futuro, segundo o Fussesp.

A professora e primeira dama Lúcia França, presidente do Fussesp, explica: “Mais do que oferecer um vestuário, estamos colaborando com a autoestima e a segurança das crianças matriculadas nas creches”. 

Os municípios que assinaram convênio com o Fundo Social do governo do estado de São Paulo indicaram um multiplicador para ser capacitado de acordo com os moldes desenvolvidos pelo Fussesp.

Eles também receberam um repasse financeiro para aquisição de máquinas de costura, material de consumo como tecidos e linhas, insumos para a capacitação e pagamento de bolsa-auxílio aos participantes. 

Em todo o estado de São Paulo, 243 cidades aderiram ao projeto Costurando o Futuro.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 11-2588-5956.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!