Picada de escorpião: o perigo pode estar em casa

Costa Norte
Publicado em 26/01/2017, às 13h00 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h47

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Foto: Reprodução/Internet

Segundo o Ministério da Saúde as picadas de escorpião são a maior causa de acidentes com animais peçonhentos do país e muitas vezes o perigo está em casa. O Departamento de Vigilância Epidemiológica de Itanhaém alerta a população sobre este risco e como se prevenir.

Os escorpiões são animais venenosos, mas pouco agressivos. São carnívoros e alimentam-se principalmente de grilos e baratas. Por serem de hábito noturno, eles se escondem durante o dia em locais quentes, escuros e úmidos como cascas de árvores, pedras, troncos podres, madeiras empilhadas, entulhos e telhas. Eles entram nas casas pelas redes de esgoto sanitário e pluvial, instalações elétricas e telefônicas, fosso de elevador ou frestas.

As picadas ocorrem quase sempre acidentalmente, quando as pessoas entram em contato com os locais onde os escorpiões estão escondidos como frestas nas paredes, ralos, sapatos, roupas e toalhas. Se isso acontecer não use remédios caseiros ou automedicação. Leve a vítima diretamente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e ao perceber a presença de escorpiões entre em contato com a Vigilância em Saúde de sua cidade.

Como evitar acidentes com o animal

- Em casa use telas ou mantenha fechados os ralos de pias, tanques e banheiros;

- Proteja as soleiras das portas com borrachas ou sacos de areia;

- Elimine as frestas nas paredes, muros, pisos, tetos, janelas e portas;

- Quintais com material de construção devem ser sempre vistoriados;

- Agite sapatos, roupas e panos úmidos antes de usá-los;

- Elimine as baratas. Elas são o alimento preferido dos escorpiões;

- Mantenha limpas e vedadas as caixas de gordura esgoto e de rede elétrica e telefônica;

- Não mate as lagartixas, pois elas são inimigas naturais do escorpião;

- Não acumule lixo e entulho;

- Conserve camas e berços afastados, no mínimo, 10 cm da parede. Evite que os lençóis toquem o chão.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!