São Sebastião

Petrobras e prefeitura acertam detalhes para área contaminada no Itatinga

Contrato para ações no local será assinado entre março e abril, com previsão de que os trabalhos sejam concluídos em 18 meses

Mayumi Kitamura
Publicado em 15/02/2018, às 12h18 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h27

FacebookTwitterWhatsApp
Arnaldo Klajn/PMSS
Arnaldo Klajn/PMSS

A solução para o terreno de domínio da Petrobras conhecido como 'área contaminada do Itatinga', no bairro de mesmo nome, na região central de São Sebastião, está prestes a ser realizada. Em reunião entre a prefeitura e a empresa, foram discutidas as ações de remediação que serão retomadas no local.

O problema de saúde pública e uso do solo assola o local há cerca de 12 anos. No encontro, foram discutidas as ações que serão retomadas no Itatinga. A previsão é de que o contrato seja assinado entre março e abril deste ano. Serão 18 meses de reparos.

O gerente geral da Petrobras, Gerson José Martins de Andrade, comentou: “As gestões passadas não se importaram em encontrar soluções e iniciar diálogo para resolver problemas da área contaminada no Itatinga. Estamos nos recuperando. Estamos para assinar um novo contrato e vamos precisar da prefeitura para que as soluções aconteçam”.

Ele explicou que a Administração irá ajudar em questões técnicas e que serão realizadas a interligação de linha de escoamento de lençol freático, remoção de solo da região, além da demolição de uma casa. Ele destacou: “Faremos o saneamento e entregaremos a área de volta para a prefeitura e para a comunidade”.

No encontro também foram levantadas hipóteses para o local, como a instalação de uma praça com centro esportivo. O prefeito Felipe Augusto ressaltou que a prefeitura colaborará como for necessário. “Já estamos providenciando o projeto arquitetônico daquela área. Iremos apresentá-lo ao Ministério Público, ao Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema) e à Petrobras para haver um entendimento do que será instalado ali”.

Também compareceram à reunião o vice-prefeito Amilton Pacheco; os secretários de Meio Ambiente, Anacleto Oliveira Neto; de Urbanismo, Luís Eduardo Bezerra de Araújo; da Pessoa com Deficiência e do Idoso, Ercílio de Souza; e de Assuntos Jurídicos, Luiz Felipe da Silva Lobato; além do diretor parlamentar Coringa; do ex-prefeito Luizinho Faria, assessor de royalties; e do diretor da Defesa Civil, Ricardo Cardoso dos Santos. Também participaram os vereadores Edivaldo Pereira Campos (Teimoso), Elias Rodrigues de Jesus (pastor Elias), José Reis, Pedro Renato da Silva e o presidente da Câmara Reinaldo Alves (Reinaldinho). Representando a Petrobras, estiveram também os engenheiros ambientais Fernando de Melo, Carla Gamboa e Flávio Bezerra; e a advogada Rossana Rocha.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!