Na região, 51% são a favor da pena de morte no Brasil

Costa Norte
Publicado em 28/06/2013, às 18h34 - Atualizado em 24/08/2020, às 01h19

FacebookTwitterWhatsApp

Para saber a opinião sobre a polêmica questão da implantação da pena de morte no Brasil, o Ibespe (Instituto Brasileiro de Estudos Sociais, Política e Estatística) realizou estudo entre os dias 13 e 19 de maio. Foram ouvidos 1.204 moradores, maiores de 16 anos, divididos proporcionalmente entre as nove cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista (RMBS), conforme parâmetros adotados pelo IBGE. A maioria dos entrevistados, 51%, é a favor dessa medida extrema. “A população da Baixada Santista, tal como a do país, demonstra insatisfação com a leniência que as autoridades tratam a segurança pública, mesmo com o número crescente de crimes e a ousadia cada vez maior dos criminosos”, analisa o cientista social e político, diretor técnico do Ibespe, Marcelo Di Giuseppe. As cidades de Itanhaém e Santos são as que apontam com maior percentual de aprovação dessa tese, com 59% dos entrevistados. Já Bertioga é o município que aponta com maior índice de rejeição a essa proposta, 78%. Para 30% dos entrevistados, os crimes de homicídio e estupro seguido de morte são os que merecem respostas mais contundentes por parte das autoridades. Na relação entre gêneros, a diferença entre homens e mulheres está muito próxima e dentro da margem de erro amostral, sendo 53% para o público feminino e 51% para a ala masculina.

Margem de erro A margem de erro amostral é de 2,5 pontos percentuais para cima ou para baixo com 95% de grau de confiabilidade.

Pesquisa completa no http://www.ibespe.com.br/arquivos/clientes/1008/2013/06/job-ibespe-0513-13-pena-de-morte-6J92L2P9M51SUFDYL85K-97.pdf

Cidade amostra % Bertioga 34 3 Cubatão 86 7 Guarujá 210 17 Itanhaém 64 5 Mongaguá 34 3 Peruíbe 44 4 Praia Grande 190 16 Santos 302 25 São Vicente 240 20 Total : 1204 100 Fonte: Ibespe

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!