Mudanças climáticas podem causar 'tragédia humana'

Costa Norte
Publicado em 04/11/2016, às 09h31 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h36

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Foto: Reprodução Internet

O recado está dado: as emissões de gases de efeito estufa devem ser reduzidas "de forma urgente e radical", se o planeta quiser evitar uma "tragédia humana". O alerta foi divulgado pela ONU nesta quinta, dia 3, às vésperas da entrada em vigor do Acordo de Paris sobre as mudanças climáticas.

"Se não começarmos a adotar medidas adicionais agora, a partir da conferência de Marrakesh, terminaremos chorando ante uma tragédia humana evitável", diz Erik Solheim, diretor do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), que publicou um relatório anual sobre a ação climática.

No novo balanço, o Pnuma destaca o aumento ininterrupto das emissões de gases. O mundo se dirige, de hoje a 2100, para aumentos de temperatura entre 2,9 ºC e  3,4ºC em relação aos níveis pré-industriais. O que traria consequências devastadoras, adverte o relatório.

A ONU elogia a diminuição na emissão dos gases do efeito estufa, mas diz que é cedo para saber se essa tendência vai se confirmar. O relatório convida a redobrar esforços para evitar futuras catástrofes.

A comunidade internacional se comprometeu a lutar contra mudanças climáticas pelo Acordo de Paris, em 2015. A 22ª Conferência da ONU sobre o Clima, com início na segunda, 7, deve começar a determinar disposições para reforçar o pacto.

Fonte: Folha de S.Paulo

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!