Manifestantes depredam prédio da Fiesp

Costa Norte
Publicado em 14/12/2016, às 13h25 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h42

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Foto: Reprodução

Com fogos de artifício, pedras e paus, um grupo de manifestantes atacou o prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na noite de ontem, dia 13, durante protesto contra a PEC do teto.

O ato realizado na avenida Paulista começou pacífico e pedia a saída de Michel Temer. A motivação seria a aprovação na tarde de ontem, pelo Senado, da Proposta de Emenda à Constituição 55. Por volta das 21h50, um grupo que restou após a dispersão correu pela Avenida Paulista colocando fogo em lixeiras e fazendo barricadas.

Em nota, a Fiesp afirma que o prédio "foi alvo de um ataque criminoso e violento liderado por vândalos que portavam bandeiras do PT e da CUT".

O texto da nota diz ainda que "vândalos dispararam dezenas de pedras e rojões contra o edifício, colocando em risco funcionários da Fiesp, do Sesi e do Senai que saíam do local, além de frequentadores do Centro Cultural Fiesp, que recebe milhões de pessoas para exposições e espetáculos teatrais gratuitos".

A Fiesp diz ainda lamentar que "uma minoria violenta ainda acredite que a depredação seja uma maneira razoável de manifestar posições políticas ou ideológicas. Vandalismo é crime. Nada mais do que isso".

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!