História do Forte São João em cena

Estela Craveiro
Publicado em 30/12/2017, às 12h46 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h17

FacebookTwitterWhatsApp
Estela Craveiro
Estela Craveiro
Horário de visitação ampliado no verão e performance artística no Parque dos Tupiniquins

No primeiro sábado de janeiro, dia 6, às 15h, o grupo Alma de Maré realizará intervenção artística sobre a história do Forte São João, que completou 485 anos em 2017, em espetáculo aberto ao público no Parque dos Tupiniquins,  onde fica a fortaleza.

No verão, a edificação histórica, que é tombada como patrimônio nacional e concorre ao título de Patrimônio da Humanidade concedido pela Unesco, está aberta à visitação diariamente, das 10h às 19h. Visitas de grupos podem ser agendadas pelo e-mail [email protected] .

A entrada é gratuita. Do terraço, pode-se apreciar ampla vista do Canal e da Baía de Bertioga. No interior do Forte, estão expostos artefatos como canhões, armaduras de guerra, fotos, quadros e esculturas.

A fortaleza militar mais antiga do Brasil, inicialmente chamada Forte de São Tiago, foi construída em paliçada em 1532. Em 1547, foi erguida em alvenaria. Em 1765, passou a se chamar Forte São João, em homenagem ao santo que se tornou padroeiro da cidade.

Cenário de momentos históricos, como a guerra entre os índios tupiniquins e tupinambás, o Forte foi ponto de partida da esquadra comandada por Estácio de Sá, em 1565, para combate aos franceses, instalados à margem da Baía de Guanabara, que acabou resultando na fundação do Rio de Janeiro.

foto: Renata de Brito/PMB

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!