Guia interativo mapeia sapos da Mata Atlântica

Costa Norte
Publicado em 08/07/2011, às 09h34 - Atualizado em 23/08/2020, às 13h27

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

A Mata Atlântica é considerada um dos 25 ecossistemas mais ameaçados do planeta. Atualmente, sua extensão representa apenas 7% da cobertura original da floresta. Mesmo assim, a biodiversidade desse bioma é surpreendente: abriga mais de 500 espécies de anfíbios anuros (sapos, rãs e pererecas). Pensando nisso, a Editora Neotropica lançou, durante o XIV Simpósio de Biologia Marinha da Unisanta, em Santos, ocorrido de 04 a 08 deste mês, um guia interativo em CD-Rom, que traduz toda essa diversidade. Produzido em parceria com a RBMA (Reserva da Biosfera da Mata Atlântica), com o patrocínio da Usiminas, o CD contém informações sobre 70 espécies de sapos, rãs e pererecas encontrados nesse ecossistema. Cada uma delas é identificada segundo a sua família, estratégia de defesa, atividade, abundância, hábito, tamanho, habitat e distribuição pelos Estados brasileiros.

Para as escolas O CD-Rom é parte da coleção ‘Fauna da Mata Atlântica’, que reúne também as publicações ‘Guia de Anfíbios’ e ‘Guia de Peixes’. A produção de um material audiovisual interativo complementa as informações dos livros. Ao todo, 120 escolas municipais de Cubatão, São Vicente e Santos receberam o guia, que poderá ser apresentado aos alunos na lousa eletrônica, presente na maioria das escolas da região. Durante a Semana do Meio Ambiente, o guia foi apresentado a 50 professores da rede municipal, em oficina realizada em Cubatão. O CD-Rom também pode ser comprado pelo site: www.editoraneotropica.com.br.

No celular O coaxar de todos os anfíbios catalogados foi gravado, para ajudar a identificação das espécies em campo. Os arquivos de áudio disponíveis no guia também podem ser baixados para toque de celular. Além das informações de cada espécie, com os respectivos sons emitidos e fotos, o guia traz vídeos didáticos sobre a diversidade da Mata Atlântica e também formas de predação, defesa e reprodução dos anfíbios. Entenda: O nome “anfíbio” significa “duas vidas”. A maior parte nasce na forma de girino, em meio aquático, e sofre metamorfose, adaptando-se também ao ambiente terrestre. Além de apresentar pulmões em sua fase adulta, as espécies ainda respiram pela pele, que é altamente vascularizada e umedecida.

Ameaça O ecossistema com alta umidade da Mata Atlântica é bastante propício à reprodução e desenvolvimento dos anfíbios. O desmatamento das florestas tropicais é uma ameaça à extinção dessas espécies, devido à redução de abrigos úmidos e de oferta de alimentos.

Defesa Comportamento que mais chama atenção em alguns anfíbios é a capacidade de fingir-se de morto, para ficarem menos atrativos aos predadores. No entanto, não existe espécie de anfíbio que não tenha predador natural.

Saiba distingui-los:

Sapos – São mais encontrados em terra firme. Sua pele é rugosa e cheia de verrugas. Apresentam perna curta e não pulam alto. Alguns possuem glândulas de veneno na pele que são visíveis a olho nu.

Rãs – Habitam principalmente o ambiente de lagoas. Têm a pele lisa e brilhante. Pulam bastante. Certas espécies apresentam membranas natatórias nas patas traseiras.

Pererecas – São muito encontradas sobre a vegetação. Apresentam olhos esbugalhados, saltados para fora. Têm pernas finas e longas, que permitem realizar grandes saltos. Possuem um tipo de ventosa nas pontas dos dedos, que auxilia a subida nas árvores.

[nggallery id=26]

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!