Guarujá ganha três prêmios nacionais

Costa Norte
Publicado em 26/08/2016, às 16h45 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h27

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

*Foto Eduardo Caetano

A prefeita Maria Antonieta de Brito recebeu, na manhã de quarta-feira, 24, três prêmios durante solenidade da 2ª edição do programa Cidades Sustentáveis, realizada no Sesc Consolação, em São Paulo. Guarujá aderiu ao programa em 2012, junto com 285 municípios brasileiros (incluindo 22 capitais e o Distrito Federal) e foi premiado em três dos cinco projetos inscritos. Guarujá foi a única cidade premiada neste ano na Baixada Santista.

O prêmio foi entregue para municípios que desenvolvem políticas públicas bem-sucedidas, boas práticas e obtêm resultados concretos mensuráveis, em oito áreas temáticas. Dos 285 municípios, Guarujá integra as 105 cidades que desenvolveram observatórios dos indicadores que trabalham com a sustentabilidade nas políticas públicas de forma transversal, coordenados pela Secretaria Municipal de Planejamento, e envolvendo as áreas de educação, saúde, assistência social, meio ambiente, turismo, cultura, esporte e lazer. A cidade possui 270 indicadores, monitorados mensalmente em seu observatório.

Na premiação, foram avaliados como critérios os indicadores preenchidos e duas boas práticas relativas a eles. Além de preencher 50% dos indicadores com séries históricas, cada cidade deveria ter, no mínimo, duas boas práticas. O município apresentou em todas elas mais que duas.

Destaque – Guarujá conquistou o primeiro lugar do Brasil em Educação para a Sustentabilidade, com os projetos Caminhos da Mata - que leva estudantes para conhecer a riqueza da Mata Atlântica existente em Guarujá, nos trechos turísticos e históricos da cidade -; e Parque Sonoro - que disponibiliza aos estudantes brinquedos que produzem sons como atividades pedagógicas.

Outro primeiro lugar nacional foi conquistado pelo município na área de saúde, com o programa Docinhos, voltado às crianças diabéticas, e o atendimento de saúde mental nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Saúde da Família (Usafas) da rede municipal.

Já na categoria Criança e Sustentabilidade, Guarujá alcançou o segundo lugar com os programas Avisa lá - que qualifica a prática pedagógica das redes públicas -, e Lê pra mim? - no qual um baú de livros infantis é levado aos alunos em idade de creche, nos Núcleos de Educação Infantil Municipal (Neims).

Boa prática

A horta orgânica, desenvolvida em parceria entre as secretarias municipais de Desenvolvimento e Assistência Social e Desenvolvimento Econômico e Portuário, também ganhou destaque como boa prática. A prefeita resaltou: “Fico feliz em finalizar o meu mandato com a consagração das políticas públicas. De cinco categorias que participamos, levamos mais da metade dos prêmios. Neste programa, nos inscrevemos em cinco frentes e ganhamos dois primeiros lugares em educação e sustentabilidade e saúde em sustentabilidade. Ficamos em segundo lugar em criança e sustentabilidade”,

A chefe do Executivo explica que cada política pública desenvolvida é introduzida no programa, desde que todas as secretarias cumpram os seus papéis nas informações dos indicadores. “Estamos em um processo de construção. Iniciamos com algumas áreas e estamos aperfeiçoando. Esses indicadores são transversais, ou seja, a questão da sustentabilidade permeia toda a política pública. Por isso, entramos com todas as políticas de todas as áreas. De um ano para o outro, tínhamos 80% dos indicadores preenchidos, só que nesta premiação, eles criaram mais 170. Nós tivemos que incluir mais”.

Na oportunidade, a prefeita Antonieta estava acompanhada das secretárias municipais Eliana Gameiro (Planejamento) e Lúcia Helena Silva (Meio Ambiente) e o diretor de Monitoramento e Avaliação da Gestão, José Papa.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!