Governo garante verba para tratamento de hemodiálise na região

Costa Norte
Publicado em 06/09/2017, às 11h22 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h08

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Dos R$370 mil mensais gastos no setor com pacientes do LN, estado repassará R$295 mil, e o restante seguirá custeado por Caraguatatuba

O prefeito de Caraguatatuba Aguilar Júnior reuniu-se,  na segunda-feira, 4, com o secretário de Saúde do estado Davi Uip. O encontro foi intermediado pelo deputado federal Carlos Sampaio. Na pauta, o assunto principal foi o pedido de credenciamento da cidade no Ministério da Saúde, para recebimento de verba para o tratamento de hemodiálise aos pacientes da região.

Atualmente, o tratamento de todos os pacientes do litoral norte é custeado exclusivamente pela prefeitura de Caraguatatuba, e gira em torno de R$ 370 mil/mês. O valor é pago à clínica conveniada Instituto de Nefrologia, Hipertensão Arterial e Diabetes (Inehdi), como explica Aguilar: “O credenciamento sairá e, em dois meses, a cidade começará a receber a verba de R$ 295 mil/mês. O restante do valor ainda será custeado pela prefeitura de Caraguatatuba”.

Segundo informou o secretário de Saúde de Caraguatatuba Amauri Toledo, a segunda fase do processo será o pedido de aumento da verba. “Primeiro solicitamos o credenciamento, e o próximo passo é aumentar o recurso por parte do estado”.

Aguilar Júnior também cobrou o repasse do convênio Santa Casa Sustentável, já que a Casa de Saúde Stella Maris atingiu os indicadores para ter o direito ao recurso mensal de R$ 280 mil. Sem o dinheiro oriundo do estado, a prefeitura também arca com o valor para garantir o atendimento no local.  O último pedido foi o repasse de verba para a compra de inseticidas, dinheiro este que não vem sendo repassado pelo estado para a compra do BTI (produto químico utilizado para combate de borrachudos e pernilongos).

Caraguatatuba

Da redação

Fotos: Divulgação/PMC

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!