Governador anuncia que duplicação da Tamoios começa em março

Costa Norte
Publicado em 21/10/2011, às 17h54 - Atualizado em 23/08/2020, às 13h25

FacebookTwitterWhatsApp

As obras para duplicação da rodovia dos Tamoios estão previstas para começar em março de 2012 e devem ser concluídas num prazo de 20 meses. Orçada em R$ 4,3 bilhões, ela terá 53km de extensão e facilitará a ligação com o Litoral Norte e com o Porto de São Sebastião. A informação foi dada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), durante a abertura do ‘II Sobratema Fórum - Brasil Infraestrutura – Cidades’, na terça-feira (18), na capital. “A duplicação da Tamoios permitirá o acesso a um dos melhores portos do Brasil, que é o de São Sebastião, pois ele tem 16m de calado e tem uma condição geográfica privilegiada, pois não assoreia”, disse o governador.

Em parceria

Segundo ele, a duplicação da Tamoios será feita pelo Governo na parte de planalto e, em parceria com a iniciativa privada, no trecho de serra. De acordo com Alckmin, a obra é parte de um grande esforço do Estado para melhorar a infraestrutura logística e portuária no Estado, principalmente tendo em vista as perspectivas futuras em relação à produção do pré-sal.

Dutos

Paralelamente à duplicação da rodovia, serão feitos investimentos em dutos, em especial, para o transporte de etanol até o Porto sebastianense. “Não dá mais para sermos competitivos transportando etanol em caminhões”, disse o governador.

Túnel na Baixada

Ainda em relação às obras de infraestrutura no Litoral, Alckmin também afirmou que está em fase final a licitação para a construção de um túnel que ligará Santos ao Guarujá. O governador ainda adiantou que deve estar previsto até a passagem de um sistema de transporte de VLT (Veículo Leve sobre Trilho) pelo futuro túnel.

Trem Bala

Outra frente que o Estado deve abrir, segundo o governador é em relação ao apoio ao Trem Bala. “Se ele não sair, temos um projeto nosso, que batizamos de ‘Expresso Bandeirantes’. Seria uma ligação moderna e rápida por ferrovia entre Campinas, Guarulhos e São José dos Campos. Com isso interligaremos o maior aeroporto de cargas do Brasil, que é Viracopos, com o maior aeroporto de passageiros do país, Cumbica, além de facilitar o acesso, com a chegada até São José, ao maior porto da América Latina, que é Santos”, completou.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!