Fabe conquista conceito 4 em recredenciamento do MEC

Costa Norte
Publicado em 10/03/2017, às 08h26 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h52

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Resultado foi dado após quatro dias de avaliação; nota máxima é 5

Com apenas 14 anos de existência, a Faculdade Bertioga (Fabe) conquistou nota 4 no recredenciamento do Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no final de fevereiro.

Entre os dias 19 e 23 de fevereiro, os avaliadores Marieta Fernandes dos Santos, Antonio dos Santos Neto e Geralda Félix Coutinho analisaram 10 dimensões e verificaram a missão; os projetos pedagógicos dos cursos; as políticas de ensino; a responsabilidade social; a comunicação com a sociedade; as políticas de pessoal e de carreira; a organização e a gestão da instituição; infraestrutura; planejamento e avaliação; política de atendimento; e sustentabilidade financeira.

O diretor da instituição, Ernesto Perez, ficou surpreso com a conquista. "O MEC está exigindo muito. Grandes universidades estão com problemas de avaliação e nós conseguimos o conceito 4, que vai além do mínimo exigido pelo MEC para o funcionamento de uma instituição, que é 3. Acho a avaliação excelente!".

A infraestrutura do prédio  destacou-se pela acessibilidade. A faculdade possui piso tátil, placas indicativas em braile, rampas, banheiros exclusivos e demarcações no auditório. O vice-diretor da Fabe Paulo Antonio Rufino explica: "Estamos terminando a implantação do sistema de acessibilidade da faculdade e ele será o único prédio totalmente acessível de Bertioga".

Além disso, todas as salas possuem iluminação, climatização, lousas e projetor multimídia. A biblioteca conta com cerca de 20 mil livros físicos e mais de dois mil livros digitais. E o laboratório possui 18 computadores. Segundo o laudo do MEC, o auditório com 150 lugares apresenta condições suficientes em termos de dimensão, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, segurança, conservação e possui condições de acessibilidade.

Os três cursos da instituição foram avaliados anteriormente, com base no projeto pedagógico e no resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). O curso de direito recebeu a nota 4; pedagogia e administração, nota 3. Mas a faculdade pretende ampliar a grade. "Nós fizemos o pedido de dois novos cursos: ciências contábeis e recursos humanos, e foram autorizados sem visita in loco. Estamos aguardando a portaria sair para dar início aos cursos", afirmou Perez, que ainda destacou a possibilidade de trazer o curso de engenharia para a cidade. O pedido ainda está sendo redigido e será enviado ao MEC em breve.

Bolsas

Além das boas notas dadas pelo Ministério da Educação, a Fabe atraiu alunos com a distribuição de bolsas de estudo, neste ano, em parceria com o Sistema Costa Norte de Comunicação. Foram 42 bolsas de 20% a 100% de desconto nos cursos da instituição. "Foi muito bacana, esperávamos cerca de 100 inscrições e tivemos mais de 400. Mesmo com as dificuldades do Fies [Fundo de Financiamento Estudantil], foi o melhor ano de matrículas aqui na Fabe. Em função de tudo: as notas dos cursos, a faculdade conceituada, mas a parceria com o Costa Norte foi primordial nesse resultado", disse Perez.

Marina Aguiar

Foto: JCN

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!