Estado de São Paulo libera comércio e consumo de mexilhões

Costa Norte
Publicado em 15/12/2016, às 13h55 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h43

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Foto: Reprodução Internet

O comércio e o consumo de moluscos bivalves, como mexilhões, ostras e mariscos, foi liberado em decisão publicada no Diário Oficial do Estado, pelo Centro de Vigilância Sanitária (CVS), no último sábado, 10. A permissão se deu após resultados de análises solicitadas pela Coordenadora de Defesa Agropecuária (CDA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento Paulista, confirmarem que não há risco de contaminação desses animais pela Maré Vermelha.

O fenômeno que muda a cor da água do mar e contamina os moluscos foi observado em junho deste ano. A interdição de compra e consumo do produto aconteceu em 13 de julho, após inúmeros consumidores passarem mal com o alimento.

Em setembro, apenas os moluscos dos estados de Santa Catarina e Paraná, e da região do Vale do Ribeira, em São Paulo, estavam liberados . A comercialização nas demais cidades do Estado seguia proibida.

O fenômeno maré vermelha é resultado do aumento da floração da microalga Dinophysis Acuminata, produtora de uma substância tóxica, que, se ingerida pelo ser humano, pode causar quadros de paralisia, amnésia ou diarreia.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!