Educadores ambientais discutem experiências em encontro temático

Costa Norte
Publicado em 27/04/2013, às 05h29 - Atualizado em 23/08/2020, às 13h59

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Por Mayumi Kitamura

A Sobloco, uma das patrocinadoras do evento, apresentou o Programa Clorofila, de Bertioga

O IV Encontro de Educação Ambiental da Baixada Santista encerra-se neste sábado (27), em Santos, com uma extensa programação voltada a educadores ambientais, pesquisadores, estudantes e gestores públicos. A estimativa é de que, aproximadamente, 200 pessoas, entre locais e de municípios vizinhos tenham participado das atividades, divididas em mesas-redondas, oficinas, minicursos, palestras, vivências e apresentações culturais. O evento enfocou três eixos centrais: a questão da promoção e da articulação de redes locais de educação ambiental, o fomento do ecomercado de trabalho em toda a região e municípios vizinhos, e também o estímulo a políticas municipais voltadas ao tema. “Este evento é ligado a educadores ambientais. A ideia é articulá-los em rede para que possam trocar experiências, e também mais subsídios para desenvolverem suas práticas educadoras”, disse Paulo Marco de Campos Gonçalves, membro da Secretaria Executiva do Encontro. A professora doutora em comunicação e semiótica, Maria da Conceição Golobovante, da PUC-SP, fez questão de comparecer ao evento. “Acho esse encontro importantíssimo para que a gente possa pensar como cuidar desse lugar. Eu achei uma ótima ideia, e achei importante estar aqui participando e conhecendo os trabalhos da Reabs (Rede de Educação Ambiental da Baixada Santista)”, comentou.

Clorofila A Sobloco Construtora, uma das patrocinadoras do evento, apresentou o trabalho desenvolvido pelo Programa Clorofila, realizado há 20 anos em Bertioga. “O programa de educação ambiental trabalha com todas as escolas do município, que se interessam por desenvolver ações de meio ambiente; ações que levem as pessoas, alunos, professores, pais e comunidade em geral a adotar novas posturas frente ao meio ambiente”, comentou a coordenadora do Programa Clorofila Cristina Peres.

Outros projetos A cidade sede do evento, Santos, também desenvolve projetos nesta área nas 81 escolas da rede municipal, conforme informou a secretária de Educação de Santos, Jossélia Aparecida Fontoura. “Nós temos várias parcerias, inclusive, com empresas da Baixada Santista, principalmente com a Brasil Terminal Portuário (BTP). Ela está com a gente em um projeto lindo neste sentido de preservação do ambiente, e toda a questão de formar a criança; temos outras parcerias, e o trabalho das próprias unidades escolares”, comentou. As atividades do encontro foram distribuídas por dois espaços, no Senac-Santos e Unisanta. A edição estadual do evento também está programada para ser realizada em Santos.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!