Cidade Nordestina encerra neste domingo com Costelada da Lolô

mayumi
Publicado em 17/09/2017, às 08h27 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h09

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Ação solidária acontece hoje, das 12 às 18 horas. Prato principal acompanha arroz, farofa e mandioca

No intuito de ajudar a família da pequena Lorena Victoria Camilo Miranda, de 2 anos e meio, a receber um transplante de células-tronco na Tailândia na esperança de que ela possa andar, o evento Cidade Nordestina encerra neste domingo, 17, com uma Costelada em prol da Lolô.

Para a cirurgia, são necessários R$ 150 mil e, desde que iniciou a campanha em prol da menina, a família arrecadou cerca de R$ 74 mil. Com a expectativa de reunir mais de mil pessoas, a organização espera bater a meta e alcançar o valor necessário para viabilizar o tratamento.

Quem quiser colaborar com a campanha, pode adquirir os convites vendidos a R$ 50, podem ser adquiridos na entrada, na tenda de eventos ao lado do Forte São João, no Centro de Bertioga. O evento, promovido pelo Sistema Costa Norte de Comunicação, será realizado das 12 às 18 horas. O prato principal acompanha arroz, farofa e mandioca.

O rock abrirá a sessão musical de domingo com a Banda MR Jaw, às 12 horas. Em seguida, muito samba com Edgar Pereira, às 15 horas; e sertanejo com o cantor Fernando Pavone e a banda O Som Não Pode Parar, a partir das 17h30.

O diretor-presidente do Sistema Costa Norte, Ribas Zaidan, espera a participação maciça da população e, conta desta vez, também com a ajuda de moto clubes que se predispuseram a colaborar com a causa. Ele comenta: “Queremos que a comunidade de Bertioga se envolva nessa campanha e que, por meio da divulgação que fazemos e o envolvimento de todos, inclusive com o apoio irrestrito dos motoclubes do estado de São Paulo e do Brasil, consigamos uma grande participação. Isso é fundamental para o sucesso desse evento, que deve culminar com a arrecadação do valor que falta para a campanha da Lolô”.

Quando soube da causa, o Movimento Motociclístico do Brasil já demonstrou apoio à Campanha Juntos pela Lolô. O coordenador nacional, Rogério Damazo de Oliveira, comenta que colaborar e promover ações filantrópicas é algo comum para os moto-clubes. “Todos os eventos que fazemos são beneficentes. Essa é a nossa filosofia e iremos ajudar a menina Lolo”. Ele estima que todos os grupos de motociclistas de Bertioga endossarão a Costelada.

O Cidade Nordestina é uma realização conjunta entre o Sistema Costa Norte de Comunicação, prefeitura de Bertioga, Lions Clube Bertioga, Rádio Praia FM e o Centro de Tradições Nordestina, com apoios do Sesc Bertioga, Sobloco Construtora, Incorporadora Mare, Sabesp, Viação Bertioga, Monte Azul e Terracom.

Campanha Juntos pela Lolô

Desde agosto do ano passado, os pais da pequena Lorena Victoria Camilo Miranda, de 2 anos e meio, buscam apoio para que a filha consiga um transplante de células-tronco na Tailândia, na esperança de que ela possa andar. A Campanha Juntos pela Lolô já arrecadou R$ 76 mil, no entanto, para viabilizar a cirurgia são necessários R$ 150 mil. Alcançar esta meta é o intuito da Grande Costelada, que pretende reunir um grande número de pessoas em prol desta.

A mãe de Lorena, Maria Carolina Camilo conta que a menina nasceu com mielomeningocele, uma má-formação congênita da coluna e medula espinhal que comprometeu o movimento das pernas e o funcionamento do intestino. “A patalogia afetou mais a parte motora da Lorena”, explica a mãe. A pequena Lolo já passou por seis cirurgias e faz fisioterapia, mas o desejo de ver a filha começar a andar e não precisar usar sonda no futuro fez com que Carolina pesquisasse alternativas. Ela encontrou o primeiro caso de tratamento por células tronco realizado em um menino brasileiro com a mesma patologia de Lorena. A cirurgia foi realizada em 2015 no hospital tailandês BetterBeing e obteve resultados – o menino adquiriu sensibilidade nas pernas e já anda com andador. Carolina não teve dúvidas, e entrou em contato com a outra mãe.

A intermediação para a cirurgia é realizada por uma empresa brasileira, que presta suporte e encaminhamento para atendimento médico no exterior. Após cadastro e análise, Lolo foi aceita para o tratamento com células tronco no hospital BetterBeing. Os R$ 150 mil de meta da campanha serão usados para a cirurgia, fisioterapia, viagem e hospedagem durante 25 dias.

O intuito era arrecadar o valor até julho deste ano, mas o montante total não foi conquistado. Por sorte, a família conseguiu prorrogar o prazo por mais um ano e as esperanças foram renovadas.

Desde o início da campanha, datada de agosto de 2016, já foram realizadas aproximadamente 20 ações, entre bingos, bazares, almoços e jantares beneficentes, shows solidários, pedágios e venda de camisetas. Somadas aos depósitos em conta, foi obtida a arrecadação de pouco mais da metade do montante necessário, mas ainda faltam R$ 74 mil.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!