Caraguá tem tarifas de ônibus congeladas

Costa Norte
Publicado em 13/01/2017, às 10h01 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h46

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Fotos: PMC

Caraguatatuba

Da redação

Em anúncio feito na semana passada, o prefeito de Caraguatatuba Aguilar Jr. afirmou que manterá sem reajustes a tarifa de ônibus neste ano de 2017. Segundo o prefeito, não há justificativas para que se tenha um aumento no município, desmentindo especulações que aconteciam na cidade.

Além do anúncio do congelamento, uma série de reivindicações dos usuários também está sendo encaminhada para a empresa, como atraso de horários em linhas, condições da frota e acessibilidade.

Os temas foram discutidos em reunião, na terça-feira, 10, com representantes  da empresa de ônibus Praiamar, com destaque para as questões de transporte público adaptado. No encontro, foram discutidas formas para melhorar a acessibilidade no transporte público, como por exemplo, palestras para os motoristas e também ações dentro dos ônibus: minipalestras aos usuários e cartazes nas janelas, para conscientizar a população.

Pessoas com deficiência, que utilizam o transporte público da cidade, participaram da reunião contando relatos do dia a dia e dando sugestões de melhoria. Giovana Pacelli Capucho, secretaria da Sepedi, disse: “É de extrema importância saber os pontos falhos no transporte público para juntos diagnosticarmos os problemas, e assim o poder público tomar as devidas providências, e poder melhorar a acessibilidade como um todo”.

Já na quinta-feira, 12, o prefeito reuniu-se com uma comissão de taxistas para discutir a obrigatoriedade do uso de faixas amarelas para identificação dos veículos. Ele anunciou que vai revogar o decreto que torna obrigatória a medida e deixar a identificação opcional, ou seja, a critério do taxista.

Foi discutida ainda a revisão sobre a transferência de alvará - que era de três anos e que, na última gestão, passou a ser de 10 anos. A categoria entende que o ideal seria seguir o exemplo de São Paulo, onde o prazo de transferência é de dois anos e paga-se uma taxa à prefeitura de R$ 1 mil. Outro pedido feito pela comissão foi a fiscalização sobre supostos serviços clandestinos de moto-táxi.

Segundo o prefeito, a parceria com a categoria será ampliada. A ideia do governo municipal é distribuir folhetos turísticos para os profissionais entregarem aos seus clientes, além de melhorar o serviço  0800 para o táxi noturno. Hoje, a cidade conta com 61 táxis, que prestam serviço para os moradores e turistas.

Novas creches e UBS

Ainda nos anúncios da semana, Aguilar Jr. divulgou em entrevista à rádio local que o município receberá duas novas creches: uma no bairro do Pegorelli e uma, no bairro Golfinhos, ambas na região sul da cidade,  para atender uma demanda de aproximadamente  600 crianças. Já o bairro do Ipiranga, região central,  receberá uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Os projetos executivos estão em fase de execução e devem ser encaminhados em breve para licitação.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!