Acaba o resgate do DER a vítimas na Rio-Santos

Costa Norte
Publicado em 27/10/2017, às 14h33 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h12

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
A partir de domingo, o resgate de vítimas dentro de veículos acidentados na Rio-Santos e na Mogi-Bertioga estará  a cargo do Corpo de Bombeiros

Apesar dos esforços do prefeito Caio Matheus, o serviço de resgate de vítimas de acidentes nas rodovias Rio-Santos e Mogi-Bertioga, pela ambulância do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), será extinto, com o encerramento do contrato com a Sansim Serviços Médicos, neste sábado, 28. A partir de domingo, 29, o resgate das vítimas presas em ferragens em acidentes ocorridos no perímetro de Bertioga estará sob a responsabilidade do caminhão autobomba da base do Corpo de Bombeiros da cidade, bem mais lento do que a viatura do DER, que também é dotada de equipamento desencarcerador.

O resgate de vítimas de acidentes em trechos das estradas localizados nos municípios de Guarujá, Santos, São Sebastião e Mogi das Cruzes serão atendidos pelo Corpo de Bombeiros de cada município. Em Bertioga, o socorro às vítimas continuará prestado pelas duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da cidade, que não dispõem desse equipamento para cortar a carenagem dos carros.

O prefeito Caio Matheus disse: "Considero um verdadeiro absurdo a interrupção do serviço, e continuarei cobrando providências do estado". Ele foi informado sobre a impossibilidade de manutenção do resgate na quinta-feira, 26, em reunião com o secretário de Logística e Transportes do Estado de São Paulo Laurence Casagrande, com o qual vinha solicitando um encontro desde o início de outubro. Durante a reunião, da qual participou o deputado João Paulo Papa (PSDB), um dos que o apoiaram na tentativa de agendar a conversa com o secretário, Caio solicitou que o contrato com a Sansim fosse estendido por, pelo menos, dois ou três meses, para que houvesse tempo hábil para se buscar uma alternativa, mas sua solicitação não foi atendida.

Anteriormente, o prefeito havia buscado também o apoio do governador Geraldo Alckmin, em sua visita à Baixada Santista, em 5 de outubro, e do chefe da Casa Civil do governo do estado, Samuel Moreira. Caio Matheus destaca que em momento algum a prefeitura foi notificada oficialmente a respeito da extinção do serviço, sobre a qual foi informado por terceiros há poucas semanas. O serviço de resgate do DER, que tem sua base na rodovia Rio-Santos, a poucos metros da principal entrada de Bertioga, cobre o trecho dessa pista entre Guarujá e São Sebastião, do quilômetro 248 ao 128, e o trecho da rodovia Mogi-Bertioga até o alto da serra, entre os quilômetros 98 e 78. Trata-se do único serviço de resgate remanescente entre todas as rodovias do estado de São Paulo, até agora responsável pelo atendimento de cerca de 60 acidentes por mês.

Consideradas perigosas, as duas estradas, administradas pelo DER, acumulam acidentes. De janeiro a setembro de 2017, a Polícia Rodoviária registrou 93 deles apenas entre os quilômetros 78 e 98 da Mogi-Bertioga, dos quais 35 com vítimas, 11  graves e quatro com  mortes. No mesmo período, apenas entre os quilômetros 191 e 248 da Rio-Santos, foram registrados 290 acidentes, dos quais 116 com vítimas, 27  graves e 11 com vítimas fatais. Entre as grandes ocorrências em que o serviço de resgate do DER fez a diferença está o acidente com o ônibus de estudantes de São Sebastião, na Mogi-Bertioga, que resultou na morte de 17 deles, além do motorista, em 2016. O número de mortes poderia ter sido bem maior, afirmam especialistas em resgate, se ele não estivesse em ação.

Em evento na Câmara Municipal de Santos, na sexta-feira, 27, Ribas Zaidan, presidente do Sistema Costa Norte de Comunicação, apresentou o assunto aos deputados Cauê Macriz (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, e Caio França (PSB) e Cássio Navarro (PMDB), ambos da Baixada Santista. Eles se comprometeram a levar a questão a Laurence Casagrande, na tentativa de reverter a decisão, haja vista a grande importância do resgate do DER para Bertioga.

Preocupado com o aumento do fluxo e dos acidentes nas duas rodovias, durante a temporada de verão que se aproxima, Caio Matheus procura alternativas: "Estamos buscando junto ao secretário de Segurança Mágino Alves Barbosa o reforço do serviço do Corpo de Bombeiros, com mais efetivo, ferramentas e uma viatura para fazer o resgate, de forma que nossa base, atualmente simplificada, possa se tornar um posto”.

Bertioga Estela Craveiro

Foto: JCN

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!